GeralPolítica

Frota: Não tenho que pedir desculpas nem ao Alckmin’

Frota filia-se ao PSDB e fala sobre críticas que fez ao partido em 2018:

Antes das eleições do ano passado, deputado postou vídeo contra tucanos. ‘Não estamos filiando o Frota pra fazer oposição ao governo Bolsonaro’, disse Doria na coletiva.
O diretório estadual do PSDB anunciou na tarde desta sexta-feira (16) a filiação do deputado federal de São Paulo Alexandre Frota.

Em entrevista coletiva após o evento, ao lado de João Doria, governador do estado de São Paulo, o parlamentar comentou sobre um vídeo que foi postado durante o período eleitoral em que ele critica o PSDB e diz que “Geraldo Alckmin desesperado criou uma lata de lixo chamada Centrão”.

“Isso pra mim é uma coisa do passado, o novo PSDB, para mim, começa agora. Então, o passado é o passado. Eu não tenho que pedir desculpas a ninguém, nem ao Alckmin”, disse Frota sobre o vídeo.

O parlamentar disse ao G1 que o convite foi feito por João Doria. Além do governador, também estavam presentes no evento o prefeito de São Paulo, Bruno Covas, e o presidente do diretório estadual, Marco Vinholi.

Em seu discurso, Frota disse que recebeu convites de outros seis partidos (DEM, PODEMOS, PRB, PL, MDB e PP) depois de ser expulso do PSL na terça-feira (13), mas que a decisão de ficar com o PSDB não foi difícil.

“Eu não tinha dúvida de aceitar o convite do meu amigo João Doria para o novo PSDB”, disse Frota.
O governador tucano destacou que a ida de Frota para o PSDB não representaria uma afronta ao PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro. ”Não estamos filiando o Frota pra fazer oposição ao governo Bolsonaro”, disse João Doria.

Ele acrescentou ainda que o deputado é apenas o primeiro de muitos parlamentares que se filiarão ao partido. “Eu tenho certeza, escrevam e registrem: o Frota será o primeiro de vários outros parlamentares que virão para o PSDB a partir de agora”.

Expulsão
Frota foi expulso do PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro, na última terça-feira (13). O partido decidiu por unanimidade após uma reunião da sigla em Brasília e anunciada pelo presidente do partido, Luciano Bivar. O parlamentar foi alvo de dois pedidos de expulsão da deputada Carla Zambelli e do senador Major Olímpio.

Veja também: A mansão de Huck em Angra não existiria sem um decreto de Cabral e a “maricultura” da Paraty House dos Marinhos

As manifestações para expulsão do deputado foram feitas depois que este passou a criticar publicamente o governo e o presidente. Frota, que se elegeu como um dos nomes mais próximos do presidente Jair Bolsonaro, chegou a declarar que estava decepcionado com o presidente e com a falta de articulação deste com os parlamentares.

O deputado também contrariou a orientação do partido na votação da reforma da Previdência na Câmara e decidiu se abster na análise da proposta em segundo turno.

Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios