DestaqueMundoNotícias

Garoto de 9 anos que emocionou a internet ao pedir à mãe “uma corda para se enforcar” traz alerta sobre a importância de combater o bullying

Se a era do politicamente correto nos deixar alguma herança benigna, apostaria no combate ao bullying. Não é lacração, não é mimimi. É coisa séria. O cuidado que devemos ter com a sanidade mental e emocional de nossas crianças compensa qualquer picuinha identitária a que estamos submetidos.

A tese “incorreta” de que o sofrimento ajuda a moldar a força e o caráter na infância é em quase tudo desmentida pela psicanálise – e pelo bom senso. Os adultos têm a obrigação de vigiar e impedir as pequenas maldades típicas dos pequenos e adolescentes.

Um apelido, a insistência em estigmatizar algum amiguinho por defeitos físicos, limitações ou incapacidades pode ser fatal. Não temos a capacidade de medir ou sentir o sofrimento de pequeno ser humano indefeso.

A história de Quaden Bayles é exemplar. Viralizou o vídeo em que o garoto de 9 anos aparece chorando e implorando à sua mãe que o ajudasse a morrer. Ele chega a pedir uma corda para se enforcar. Ele e a mãe sofrem de nanismo, e o menino não tinha mais forças para enfrentar os coleguinhas que insistem em chamá-lo de “anão”.

Sim, Quaden é um anão. Por que ele não consegue lidar com isso sem externar tamanha dor e desespero? Não sabemos. Mas já temos conhecimento e convicção suficientes para saber que devemos educar a todos para o respeito e a alteridade. Uma criança aos prantos diz: “só quero me esfaquear no coração”. Não custa parar de machucá-la.

Via
R7
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios