Esportes

Governo cobra R$ 24 mi de Andrés. Defesa culpa amizade com Lula

Corinthians já deve R$ 566 milhões em impostos. A Caixa exige R$ 536 milhões pelo Itaquerão. E, agora, Andrés tem de resolver dívidas de R$ 24,5 milhões

O advogado João dos Santos Gomes Filho explica o fato de a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional cobrar R$ 24,5 milhões do presidente do Corinthians, Andrés Sanchez.

As dívidas são tributárias.

Imposto de Renda, Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL), PIS e Cofins.

Os débitos se relacionam a quatro empresas.

“Em três delas, ele está registrado como sócio. Em outra, a Justiça determinou que o cartola usou ex-funcionárias para sonegar a propriedade da firma”, acusa a Folha de São Paulo.

Veja também: Médicos retiram 40 larvas que estavam comendo cabeça de criança em SP

A polêmica empresa é a” Orion Embalagens Limitada, inscrita na dívida ativa na União com débito de R$ 18.880.084,59. Registrada na cidade de Caieiras (SP), ela não está mais em atividade, segundo cadastro da Receita Federal, e é alvo de processo na Justiça.”

A Folha alega que em um “documento na Junta Comercial do Estado de São Paulo aponta como sócias da empresa Eliane Souza Cunha e Nilda Maria da Cunha.”

Todas” ex-funcionárias da Sol Embalagens Plásticas, que tem o dirigente como sócio, e o acusam de utilizá-las como “laranjas” na abertura da Orion”

O jornal segue forte nas acusações.

“As duas alegam que a empresa serviria apenas para estocar material da Sol. Ainda segundo as ex-funcionárias, Sanchez utilizou a firma para aquisição de crédito bancário e comercialização de mercadorias, o que fez com que ambas tivessem bloqueio de bens e restrição de créditos em seus nomes.

Veja também: Internado em Brasília, general Villas Bôas passou por uma traqueostomia

“Além da Orion, o presidente do Corinthians está inscrito na dívida ativa da União por cobranças a outras empresas, das quais ele está registrado como sócio: a Sol Embalagens, no valor de R$ 23.496,25; a Quiron Distribuidora de Embalagens, com débitos de R$ 5.661.494,30; e a V.E. El Shadai Embalagens, com R$ 311.255,43.”

“Essa dívida não se comunica com o Andrés por vários motivos. O Ministério Público diz que ele investe como diretor industrial, e nunca houve isso. Não faz parte de nenhuma atividade nem como sócio e nem como diretor financeiro, que assina pela empresa. E por que o André responde pela empresa? A visibilidade que ele dá para um fiscal, para um promotor é grande”, garante o advogado de Andrés.

A ligação entre Andrés e Lula é alegada como desculpa para cobrança de dívidas

A ligação entre Andrés e Lula é alegada como desculpa para cobrança de dívidas

 

Corinthians

A corte especial do STJ disse que, por unanimidade, o fato de o cidadão constar no rol de sócios da empresa não é suficiente para comprovação efetiva do delito. O Andrés não está no contrato social. Mesmo se ele tivesse, deveria provar a conduta lesiva e não houve”, disse o advogado. “O Andrés não faz parte do quadro de sócios, não assinou um cheque.”

“A cobrança é vergonhosa. Nunca cuidei de um caso como esse. Ninguém, no direito brasileiro, pode ser prejulgado por uma coisa que não fez”, afirma João dos Santos Gomes Filho.

‘”A Justiça reconheceu que a empresa pertence a ele [Andrés Sanchez]. A Polícia Federal encontrou elementos que comprovam que elas são inocentes e foram apenas laranjas na Orion”, afirmou Mirian Dias de Souza Lemos, advogada de Eliane Souza Cunha e Nilda Maria da Cunha.’

Veja mais: Fracasso financeiro. A sociedade despreza a volta de Bruno

O Corinthians já está mergulhado em problemas financeiros sérios, com a dívida envolvendo a A Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional.

O clube deve R$ 566 milhões em impostos.

R$ 361,9 milhões são referentes ao Imposto de Renda Pessoa Jurídica, R$ 109,6 milhões de Contribuição Social sobre Lucro Líquido, R$ 86,5 milhões de Confins e R$ 12 milhões de PIS.

Veja também:Harry e Ed Sheeran fazem parceria em campanha de saúde mental

Fora a dívida de R$ 536 milhões cobradas pela Caixa Econômica Federal pelo empréstimo de R$ 400 milhões para a construção do Itaquerão. Dinheiro liberado quando Lula estava no poder.

Lula nunca escondeu sua profunda ligação com o Corinthians

Lula nunca escondeu sua profunda ligação com o Corinthians

Reprodução/Twitter

Os problemas financeiros envolvendo o Corinthians e sua vida pessoal apressa o desgaste de Andrés no Parque São Jorge.

Ele deixou de ser unanimidade há muito tempo.

Ele e seu grupo se mantêm no poder desde 2007.

Modernizaram o Corinthians.

Mas o mergulharam na divída bilionária da arena.

Um péssimo negócio em todos os ângulos.

Líderes da oposição começam a reagir.

Andrés percebeu.

Como não há reeleição mais no Corinthians, o dirigente foi perguntado se desejava voltar a ser deputado federal pelo PT, ao final de 2020.

“Câmara? Impossível. Vocês (jornalistas) tão de brincadeira.

“Já pensei em CBF, hoje não mais.

“Quero voltar a trabalhar e ganhar minha vida.

“Tomara que me esqueçam.”

Via
R7
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios