Economia

Governo deve liberar R$ 7,3 bilhões do Orçamento

R$ 5 bilhões deverão ser destinados aos ministérios e outros R$ 2,3 bilhões para emendas parlamentares e gastos do Judiciário e Legislativo

governo deve liberar R$ 7,3 bilhões de despesas do Orçamento que estavam bloqueados para garantir o cumprimento da meta fiscal em 2019. Desse valor, R$ 5 bilhões deverão ser destinadas aos ministérios e outros R$ 2,3 bilhões para emendas parlamentares e gastos do Judiciário e Legislativo.

Veja também: ANTT terá economia de R$ 590 milhões com desburocratização

A liberação foi acertada nesta segunda, 14, e está sendo possível por causa, principalmente, do leilão de petróleo da semana passada que garantiu uma receita de R$ 9 bilhões. Esse dinheiro não estava previsto nas contas do governo.

A liberação será feita em relatório extemporâneo de receitas e despesas do Orçamento que será encaminhado ao Congresso.

Veja também: Bahia decreta estado de emergência por manchas de óleo no litoral

O relatório já vai prever um ingresso de R$ 52,5 bilhões do megaleilão de petróleo marcado para o próximo dia 6 de novembro. Essa receita, porém, ficará numa reserva orçamentária até o próximo relatório bimestral, previsto para o dia 22 de novembro.

A liberação vai dar alívio aos ministérios que estão em situação de forte aperto de gastos, alguns com um quadro de quase paralisação dos serviços.

Em setembro, o governo já havia desbloqueado R$ 12,459 bilhões para recompor os orçamentos de vários órgãos, o que reduziu para R$ 21,54 bilhões o valor contingenciado no ano.

Via
ESTADÃO
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios