BrasilDestaquePolíticaSão PauloSaúde

Governo (SP) determina fechamento de shoppings e academias na Grande SP para conter avanço do coronavírus

Shoppings têm até a próxima segunda-feira (23) para fechar as portas e academias até o domingo (22). Fechamento deve durar até 30 de abril.

O governador João Doria anunciou nesta quarta-feira (18) o fechamento de todos os shoppings centers da capital paulista e da região metropolitana de São Paulo para deter a propagação do coronavírus. Os shoppings tem até a próxima segunda-feira (23) para fechar as portas. O fechamento deve durar até o dia 30 de abril. A medida não se aplica a shoppings do interior e do litoral, apenas da Grande São Paulo.

“Todos os shoppings centers deverão ser fechados até o dia 23 de março. Ou seja, ao longo desses dias de amanhã, dia 19, até o dia 23 de março os shoppings deverão ser fechados por razões sanitárias e proteção aos seus funcionários, aos seus profissionais e obviamente às pessoas. O fechamento determinado até 30 de abril”, disse o governador. De acordo com ele, o fechamento pode ser gradual, mas deve ocorrer até a próxima segunda-feira.

Academias de ginástica na Grande SP também devem ter as operações encerradas até o próximo domingo (22), disse o governador em entrevista coletiva. O governador destaca ainda que aglomerações em praias e clubes não são recomendadas e que idosos devem evitar sair de casa.

“Não é recomendável aglomerações. A nossa recomendação é: evitem aglomerações”, disse João Doria. “O bom senso e a prudência cabem a cada cidadão. São medidas estabelecidas, decididas e fundamentadas, baseadas em informações que chegam da área médica e sanitária.”

Em relação ao fechamento de shoppings e academias, a secretária de Desenvolvimento Econômico do estado destacou que a medida foi discutida com entidades do setor.

“Essa medida foi muito dialogada com o setor e foi entendido que a prioridade é o bem estar das pessoas. O mais importante é evitar aglomerações. O foco é termos o combate ao coronavírus. Foi um trabalho dialogado e planejado para que seja feito sem pânico e priorizando o bem estar da população e o bem estar dos profissionais que trabalham nestes espaços”, disse Patrícia Ellen, secretária de Desenvolvimento Econômico do estado.

Após o término da coletiva, a Secretária de Desenvolvimento Econômico contraria o que foi dito pelo governador e disse, em nota, que “o Governo de São Paulo recomenda o fechamento dos shoppings da capital e da Grande SP a partir da próxima segunda-feira (23). Não é uma determinação”.

O governo também anunciou a ampliação da entrega de medicamentos de alto custo de um para três meses para 830 mil pacientes em todo o estado.

Também devem estar fechadas, a partir da semana que vem, todas as escolas públicas de São Paulo. A suspensão gradual das aulas teve início na última segunda-feira (16). Escolas particulares também foram orientadas a fechar as portas.

Linha de crédito

O Governo de SP anunciou ainda o lançamento de uma linha de crédito especial para empresas dos setores de turismo, economia criativa e comércio. O valor total do crédito já disponível para os empresários do estado é de R$ 500 milhões através do Banco do Povo Paulista.

“Hoje anunciamos mais R$ 375 milhões para conter os efeitos nocivos [do coronavírus] na economia de São Paulo. Com esta decisão, nos estamos alcançando R$ 500 milhões”, disse Doria.

Além disso, o governo determinou ainda que o fluxo de visitantes em unidades do Detran e Poupatempo seja limitado, para evitar aglomerações.

Outra medida anunciada nesta quarta-feira é fruto de uma parceria com empresas de telefone. Segundo o governador João Doria, 15 milhões de pessoas serão alvo de disparos de SMS gratuitos sobre condutas e procedimentos sugeridos para evitar a propagação do novo coronavírus a partir desta quinta-feira (19).

“O governo de São Paulo selou uma parceria com as operadoras de telefonia celular, isso é um fato importante e relevante, com a Vivo, com a TIM e com a Claro para disparos de SMS gratuitamente para toda a base de clientes do estado de São Paulo. São 15 milhões de pessoas que serão atingidas imediatamente com informações precisas e atualizadas sobre condutas, procedimentos, limitações e recomendações de saúde pública.”

Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios