DestaquePolítica

Hans River do Rio Nascimento é ex-funcionário da empresa Yacows, entrega o PT na CPMI das Fake News

Hans River do Rio Nascimento é ex-funcionário da empresa Yacows, a qual, segundo inúmeras denúncias publicadas na imprensa, está envolvida no uso fraudulento de disparo de mensagens em massa por aplicativos de mensagens. De acordo com as notícias, a atuação dessas empresas foi intensa principalmente durante a companha visando as eleições presidenciais em 2018.

A expectativa era que Hans confirmasse as informações da Folha. Contudo, ele quebrou o silêncio e assegurou que não trabalhou para Bolsonaro.

Ele foi acusado pela Folha de S. Paulo de fazer disparos em massa por meio do WhatsApp.

Segundo a Folha, o período aconteceu durante a campanha eleitoral do então candidato à presidência, Jair Bolsonaro.

O ex-funcionário disse que a empresa trabalhava para o PT e para o ex-presidente Lula. Ainda segundo os relatos dele, nem Bolsonaro, nem o atual governador de São Paulo, João Doria, estavam envolvidos.

 “Todo mundo vem me fazer a pergunta mais incômoda: você fez a campanha política do Doria, do Bolsonaro? E eu não peguei a campanha dos dois”, afirmou.

Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios