Entretenimento

Henrique e Juliano vão pagar R$ 300 mil à família de funcionário morto

Carlos Barbosa de Souza morreu eletrocutado durante montagem da estrutura de show da dupla; pais e 8 irmãos da vítima serão beneficiados

A dupla Henrique e Juliano terá de pagar R$ 308 mil para a família de Carlos Barbosa de Souza, funcionário que morreu eletrocutado durante a montagem da estrutura do show dos sertanejos.

A decisão saiu nesta quarta-feira (12) após audiência realizada na 1ª Vara do Trabalho de Goiânia do 18º Tribunal Regional do Trabalho.

O incidente aconteceu em fevereiro do ano passado horas antes de uma apresentação em Uberaba, Minas Gerais, que foi cancelada na ocasião.

O advogado que representa Henrique e Juliano, Maurício Vieira de Carvalho, explicou ao R7 que desde o dia do acidente e antes mesmo de serem acionados na Justiça, os sertanejos prestaram todo apoio para a família do funcionário.

“O intuito dos artistas sempre foi a composição. A dupla se predipôs não só a arcar com as dispesas de velório, translado, translado da família, como a dar todo apoio necessário para a família. Antes de a ação judicial ser ajuizada, tentamos por mais de três, quatro vezes uma composição para que não fosse necessária a judicialização. Mas, de fato, não foi possível e agora em juízo conseguimos essa composição”, esclareceu.

Carvalho disse que a ação judicial era alta, chegando a quase R$ 2 milhões porém, mediante acordo, foi possível chegar ao valor de R$ 308 mil. No total, 10 familiares da vítima serão beneficiados.

“As partes e os artistas decidiram fazer essa composição que não foi feita só com os pais [do funcionário], mas com mais oito irmãos. Na verdade, é um acordo feito com 10 pessoas.”

O advogado da dupla ainda isentou Henrique e Juliano da responsabilidade pelo incidente. “O que ocorreu é completamente estranho aos cantores. Quem monta o palco é o contratante, não os artistas. A obrigação deles é chegar ao local e subir ao palco para cantar. Foi uma fatalidade que infelizmente ocorreu e é adstrito aos artistas, a culpa não foi dos artistas.”

Procurada, a assessoria de imprensa dos sertanejos também se pronunciou sobre o caso por meio de nota oficial e declarou que eles estavam ansiosos para a conclusão deste processo.

Ainda de acordo com a porta-voz de Henrique e Juliano, a inclusão da pensão vitalícia ao pais do funcionário foi um pedido da própria dupla. “Carlos sempre foi um muito querido e nosso desejo sempre foi tratar este assunto com muita dignidade”, comentou Henrique.

Leia o comunicado na íntegra

Em virtude das inúmeras solicitações de informações referente ao acordo judicial feito com a família de Carlos Souza, colaborador da dupla que veio a óbito ano passado decorrente de uma descarga elétrica durante a montagem de estrutura para o show — que seria realizado na cidade de Uberlândia —, temos as seguintes considerações:

A dupla Henrique & Juliano aguardava com ansiedade a conclusão deste processo, “Carlos sempre foi um muito querido e nosso desejo sempre foi tratar este assunto com muita dignidade.”, comenta Henrique.

Em virtude disso e mesmo a dupla e seu escritório não sendo responsáveis pelo evento, mais por vontade própria da dupla, foi pedido para que se incluísse uma pensão vitalícia aos pais. Além disso, foi solicitado para que o benefício do acordo fosse estendido também aos oito irmãos de Carlos. Henrique e Juliano têm absoluta convicção de ser impossível precificar uma vida mas, sentem-se aliviados por garantir um futuro confortável aos familiares, principalmente aos pais.

Via
R7
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios