Polícia

Homem é preso por estuprar e manter em cárcere privado criança de 10 anos em cidade isolada do AC

Prisão ocorreu na quarta-feira (11) em uma comunidade na zona rural de Porto Walter, no interior do Acre. Criança passou por exame que comprovou estupro.

Um homem de 23 anos foi preso em flagrante, na quarta-feira (11), por estuprar e manter em cárcere privado uma criança de apenas 10 anos, na comunidade Porongaba, na zona rural de Porto Walter, no interior do Acre.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Obetâneo Santos, ele foi indiciado por estupro de vulnerável e cárcere privado.

Conforme o delegado, após receber uma denúncia a polícia foi até o local e encontrou o homem com a criança em uma casa. A menina passou por exame de conjunção carnal, que confirmou o estupro.

Suspeito pode ter feito outras vítimas

O homem foi conduzido para a delegacia da cidade. Em seguida, a polícia recebeu a denúncia de que outras duas menores, de 13 e 16 anos, também teriam sido vítimas do homem, sendo que a de 16 também morava com o suspeito. O caso dos outros dois estupros devem ser investigados, segundo o delegado.

“Ele foi autuado em flagrante pelo crime de estupro de vulnerável e cárcere. No momento em que a polícia chegou, ele estava com a menina de 10 anos e a informação é que ele morava também com uma de 16 anos. No tocante às duas outras acusações de estupro, vamos ouvir as vítimas nesta sexta [13]. A informação é que a menina de 16 anos começou a ser estuprada por ele aos 13 anos. Esses outros dois casos nós vamos instaurar inquérito para apurar”, disse o delegado.

A família da criança de 10 anos e outras testemunhas devem ser ouvidas, assim como parentes das outras supostas vítimas. Ainda segundo o delegado, o homem, inicialmente negou os estupros, mas depois confessou que morava com a criança e que teve relações sexuais com a menor de 16. O homem foi levado para o presídio de Cruzeiro do Sul.

O delegado disse ainda que vai pedir acompanhamento psicológico e social para a menina de 10 anos.

Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios