Mundo

Homens armados atacam prefeitura no México; saldo é de 14 mortos

Grupo atacou sede do governo de Villa Unión, no estado de Coahuila, próximo à fronteira com os EUA; 10 civis e 4 policiais morreram em confronto

Grupos de homens armados atacaram a sede da prefeitura de Villa Unión, no México, no sábado (30, iniciando um confronto com forças policiais que resultou na morte de 14 pessoas — 10 civis e 4 oficiais da polícia.

Veja também: Operações com criptomoedas informadas à Receita somam R$ 14 bilhões em dois meses

O governador do estado de Coahuilla, Miguel Riquelme Solís, confirmou as mortes e informou que as autoridades ainda buscam um adulto e uma criança, além de trabalhadores da prefeitura, que desapareceram durante o ataque e a perseguição policial que se seguiu.

De acordo com o jornal El Universal, o ataque à prefeitura ocorreu por volta das 11h45. Homens armados em carros blindados e adaptados para carregar armas surgiram de surpresa na cidade e dispararam contra a sede do governo municipal.

Veja também: Eleitores de oito municípios voltam às urnas neste domingo

Veículos tinham identificação de cartel

A polícia conseguiu apreender 14 destes veículos, alguns identificados com a sigla CdN, uma marca do Cartel del Noreste, um dos que atuam na região.

Veículos foram adaptados com armamento pesado

Veículos foram adaptados com armamento pesado

STR/EFE – 30.11.2019

Alguns dos carros foram incendiados durante o confronto com policiais.

Villa Unión é uma cidade pequena, com 3 mil habitantes, localizada a cerca de 60 quilômetros da fronteira com os Estados Unidos.

A prefeita de Villa Unión, Narcedalia Arizpe, disse ao El Universal que a situação não é tranquila e o nível de insegurança é muito alto, já que a cidade conta com apenas 10 policiais fixos.

Veja também: Trem do Corcovado pega fogo neste sábado no Rio

Via
R7
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios