Saúde

Hospitais do Rio terão reforço de 125 leitos no período de Ano-Novo

Ministro da Saúde anunciou apoio nesta sexta-feira no Rio

O Ministério da Saúde anunciou nesta sexta-feira (27) a liberação, durante o período de réveillon, de 80 leitos em hospitais federais para ajudar o sistema municipal do Rio de Janeiro, que atualmente passa por uma crise de atendimento e falta de insumos.

Serão disponibilizados ainda 45 leitos estaduais, conforme anúncio feito pelo ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, durante reunião com representantes da área da saúde do município e do estado e parlamentares federais fluminenses, na representação do ministério, no centro do Rio.

O representante do pasta no Rio, Marcelo Lamberti, explicou que a ajuda é pontual, somente para o período das festas de fim de ano, quando o Rio recebe milhares de turistas, o que acaba sobrecarregando o sistema público de saúde.

“Nós fizemos a liberação de leitos, junto à central de regulação, dos seis hospitais federais, para que estejam em unidades pré-hospitalares ou hospitais que estejam com uma lotação maior e necessitem de leitos de retaguarda. Pactuamos 80 internações. Foi pactuado desde o dia 21 até depois do réveillon e no período de carnaval”, disse Lamberti.

Participaram da reunião os deputados Jandira Feghali (PCdoB), Chico D´Angelo (PDT), Benedita da Silva (PT) e Pedro Paulo (DEM).

Mandetta já havia anunciado a antecipação da transferência da segunda parcela de R$ 76 milhões da ajuda emergencial para o setor de saúde do município do Rio de Janeiro. Os recursos, que seriam transferidos apenas em janeiro, foram liberados antes do fim do ano.

No dia 9 de janeiro, haverá nova reunião para tratar do assunto.

Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios