NotíciasSaúde

Hospital no Rio cria enfermaria para atender recuperados da covid-19

Objetivo é atender paciente que ficou internado no CTI

O Hospital Universitário Pedro Ernesto (Hupe-Uerj), em Vila Isabel, na zona norte do Rio de Janeiro, criou uma ala na enfermaria de cuidados especiais para receber pessoas que tiveram covid-19. O objetivo é atender paciente que ficou internado no centro de terapia intensiva (CTI), e que, após o tratamento, mesmo sem a presença do coronavírus, não tem ainda condições clínicas para retornar com segurança para casa.

O médico intensivista Hupe-Uerj, Marcelo Canetti, lembra que, durante o período de pico, o hospital chegou ter mais 160 doentes internados, praticamente a metade deles em terapia intensiva. Após a alta do CTI, os pacientes ainda continuavam o tratamento no hospital até ficarem negativos para o vírus.

A ideia de uma enfermaria no hospital para recuperação pós-covid surgiu em maio quando a primeira foi aberta com 13 leitos. Hoje, 18 pacientes estão sendo reabilitados nesse atendimento. Segundo Canetti, as enfermarias para tratamento pós-covid já atenderam cerca de 60 pacientes.

“Muitos negativavam a covid-19, mas continuavam precisando de cuidados hospitalares ou pela doença de base, que não estava compensada, como um diabético ou um paciente com problema cardíaco crônico, ou pelas sequelas da doença.. Com períodos de internação prolongado no CTI, os pacientes saíam com fraqueza muscular intensa, dificuldade de se alimentar sozinho. Como ficavam entubados muito tempo, tinham uma atrofia muscular severa. Saíam do CTI, mas não podiam ir para casa”, disse o médico.

No local, eles recebem cuidados de uma equipe multidisciplinar com médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, nutricionistas, assistentes sociais e suporte psicológico das sequelas do isolamento e do período de internação.

Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios