Mundo

Incêndios florestais em cidades turísticas da Austrália forçam retiradas em massa

Dezenas de milhares de pessoas que viajaram nos feriados de final de ano fugiram da aproximação de incêndios florestais de cidades do litoral leste da Austrália nesta quinta-feira, e navios e helicópteros militares começaram a resgatar outros milhares cercados pelas chamas.

Veja mais: Confiança empresarial sobe 1,5 ponto em dezembro, o maior nível do ano

Alimentados por temperaturas em elevação e ventos fortes, mais de 200 incêndios estão ativos nos Estados de Nova Gales do Sul e Vitória, ameaçando várias cidades.

Longas filas se formaram diante de supermercados e postos de combustível, já que moradores e turistas procuraram suprimentos para se abrigar ou fugir do fogo, esvaziando as prateleiras de produtos básicos como pão ou leite.

Mais de 50 mil pessoas estavam sem luz, e algumas cidades menores estavam sem acesso a água potável.

As autoridades pediram um êxodo em massa de várias cidades da costa sudeste da Austrália, uma área muito popular no auge da atual temporada de verão, alertando que o calor extremo previsto para o final de semana atiçaria ainda mais as chamas.

“A prioridade hoje é combater incêndios e evacuar, deixar as pessoas em segurança”, disse a primeira-ministra, Scott Morrison, a repórteres em Sydney. “Há partes tanto de Vitória quanto de Nova Gales do Sul que foram completamente devastadas, com perda de energia e comunicações”.

Veja mais: Japão cria ‘fábricas de verduras’ para substituir agricultura no campo

Oito pessoas foram mortas por incêndios florestais nos dois Estados desde segunda-feira, e 18 ainda estão desaparecidas, disseram autoridades nesta quinta-feira. Milhares de pessoas já foram transferidas da grande região adjacente de Gippsland Oriental, em Vitória, uma das maiores retiradas do país desde que a cidade de Darwin, no norte, retirou mais de 35 mil pessoas na esteira do ciclone Tracy em 1974.

“É um inferno na terra. Ninguém nunca viu nada pior”, disse Michelle Roberts à Reuters por telefone do Croajingolong Cafe de sua propriedade em Mallacoota. Ela esperava levar a filha de 18 anos ao navio para escapar das chamas e da fumaça espessa que estão engolindo a cidade.

Na temporada atual, incêndios florestais já devastaram mais de 4 milhões de hectares de terras áridas e destruíram mais de mil casas, incluindo 381 lares do litoral sul só nesta semana.

Via
REUTERS
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios