Entretenimento

Influencer é investigada por usar Instagram Stories para golpe milionário

Kayla Massa usou a rede social para coletar informações bancárias de seguidores em aplicá-las em fraudes de mais de US$ 1 milhão

A digital influencer do Instagram e YouTube Kayla Massa é considerada suspeita em um esquema que usou seus Stories para coletar dados de 45 contas bancárias, entre os seus mais de 340 mil seguidores. O plano da influenciadora americana tirava proveito de cheques fraudulentos e ordens de pagamento roubadas do USPS (Serviço Postal dos Estados Unidos), o que rendeu a Massa e a um grupo de nove amigos mais de US$ 1 milhão (cerca de R$ 4.386.000 em conversão direta, na cotação atual). A ação criminosa teria ocorrido ao longo de 2019, mas só foi revelada na última semana por um relatório de investigação do USPS.

Golpe de Kayla Massa usou popularidade e rede de 330 mil seguidores no Instagram — Foto: Reprodução/Instagram

A ação teria começado em 2018, quando Kayla usou os Stories do Instagram para postar uma imagem que prometia dinheiro para “pessoas sérias” e “sem fraudes”. Seguidores interessados, então, entravam em contato por mensagens privadas a respeito da oferta e recebiam orientações para entregar seus dados bancários e encontrar a influencer para maiores detalhes.

Kayla prometia que usaria a conta para depositar dinheiro para o interessado. Segundo Kayla Massa, os valores seriam repassados para “abatimento de impostos”, enquanto as vítimas supostamente receberiam o dinheiro a título de pagamento por supostos serviços prestados. Para tranquilizar quem estivesse mais desconfiado, Kayla recomendava que os usuários zerassem o saldo de suas contas antes de entregar todas as informações.

Postagem original que deu início ao golpe: promessa de dinheiro fácil para quem tivesse conta bancária morasse na região sul de Nova Jersey — Foto: Reprodução/USPS
Postagem original que deu início ao golpe: promessa de dinheiro fácil para quem tivesse conta bancária morasse na região sul de Nova Jersey — Foto: Reprodução/USPS

Com os dados bancários em mãos, a influencer e seus cúmplices usavam as contas para depositar cheques falsificados e ordens de pagamento roubadas do USPS. Eles também usavam cartões de crédito e os limites de cada conta para comprar ainda mais ordens do serviço postal até o ponto em que exauriam a capacidade da conta. Quando a vítima percebia o problema, acabava bloqueada no Instagram e sem contato com Kayla.

O resultado da investigação consta em um relatório de 67 páginas do USPS, que detalha ainda que os investigadores identificaram 1.238 cheques falsificados, 599 ordens de pagamento fraudulentas e ao menos 53 ordens de pagamento do USPS. O esquema teria rendido mais de US$ 1 milhão (cerca de R$ 4.386.000 em conversão direta, na cotação atual)

Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios