DestaqueMundo

Israel ameaça Irã com resposta ‘retumbante’ em caso de ataque ao país

Premier Benjamin Netanyahu se solidariza com EUA após mísseis atingirem bases americanas no Iraque

TEL AVIV — O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, alertou nesta quarta-feira que dará uma resposta “retumbante” caso o país seja atacado pelo Irã.

— Quem quer que nos ataque receberá uma resposta retumbante — advertiu Netanyahu, após o Irã disparar mísseis contra bases usadas pelo Exército americano no Iraque, em resposta ao assassinato do general Qassem Soleimani. — O que eu digo hoje aqui abertamente (…), vários líderes do Oriente Médio também pensam.

Os projéteis iranianos foram lançados em retaliação ao assassinato do general, no dia 3 de janeiro (noite do dia 2, horário de Brasília). Segundo o governo iraquiano, não houve vítimas.

Netanyahu classificou Soleimani como “chefe terrorista” e “arquiteto da campanha de terror” no Oriente Médio. O governo israelense acusa o agora falecido chefe da Força Al-Quds — uma unidade de elite dos Guardiães da Revolução iraniana — de preparar ataques contra o país e de querer fornecer mísseis ao Hezbollah, do Líbano, para atacar seu território.

Soleimani era uma das pessoas mais poderosas do Irã, comandante das Forças Quds, responsável por ações no exterior e há alguns anos na lista de sanções dos EUA, acusado de ligação direta com centenas de atos de terrorismo.

Aliado do Irã, o movimento Hezbollah pediu que se “vingue” a morte de Soleimani, mas apenas atacando interesses americanos na região.

O premier israelense, que considera o Irã o principal inimigo de Israel, manifestou sua solidariedade para com os Estados Unidos, em uma entrevista coletiva em Jerusalém, na presença do embaixador americano em Israel, David Friedman.

Mais cedo, em um pronunciamento televisivo, o aiatolá Ali Khamenei, líder supremo do Irã, disse que o ataque com mísseis contra bases que abrigam tropas americanas no Iraque foi “um tapa na cara” dos Estados Unidos e que Washington deve pôr um fim a sua “presença corrupta” na região, abandonando-a de vez.

Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios