Mundo

Israel reivindicou ataque aéreo contra Jihad Islâmica na Síria

As forças israelenses são frequentemente acusadas de realizar ataques na Síria, mas raramente reivindicam ações.

O exército de Israel assumiu a responsabilidade por ataques aéreos contra supostas posições da Jihad Islâmica na Síria, após o lançamento de foguetes por esse grupo armado de Gaza contra o território israelense.

“Em retaliação (pelo lançamento de foguetes), aviões de combate do exército israelense bombardearam alvos da Jihad Islâmica ao sul de Damasco”, informou o exército israelense em comunicado.

As forças israelenses são frequentemente acusadas de realizar ataques na Síria, mas raramente reivindicam tais ações.

Local de produção de armas

Em nota, as forças israelenses indicaram ter atacado um local onde, segundo as autoridades, a Jihad Islâmica “desenvolve” as armas que usa na Síria e também na Faixa de Gaza, um enclave palestino de dois milhões de habitantes bloqueados por Israel.

A aviação israelense também bombardeou posições da Jihad Islâmica em Gaza na noite de domingo, onde as autoridades locais relataram várias pessoas feridas.

Os ataques noturnos ocorreram após um dia tenso em Gaza, quando o exército israelense disparou contra dois combatentes que estavam preparando um ataque ao longo da barreira que separa Israel desse território controlado pelo movimento Hamas.

O exército israelense informou na manhã de domingo (23) que abriu fogo contra “dois terroristas” que “estavam tentando colocar um dispositivo explosivo perto” da barreira que separa a Faixa de Gaza de Israel, no lado palestino.

A Jihad Islâmica identificou uma das vítimas como Mohamed Al Naem, 27 anos, membro das brigadas Al Qods, seu braço armado.

Via
Por France Presse
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios