DestaqueInternacional

‘Itália está no caminho errado’, diz União Europeia

País está na mira de Bruxelas por causa de déficit e dívida

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, afirmou nesta terça-feira (11), que a Itália está seguindo uma “direção errada” no campo econômico e arrisca ser denunciada por violação das normais fiscais do bloco.
O país está na mira de Bruxelas porque, segundo previsões do próprio governo, não conseguirá cumprir sua meta de déficit fiscal em 2019, 2,04% do Produto Interno Bruto, o que deve pressionar sua dívida pública, que é a segunda maior da zona do euro, superior a 130% do PIB.

“Acreditamos que a Itália está se movendo em uma direção errada, então precisamos tomar decisões relevantes neste campo. Acho que a Itália arrisca estar sob procedimento de infração nos próximos anos”, afirmou Juncker, em entrevista ao site Politico.
O presidente da Comissão Europeia, no entanto, disse que o país ainda não é uma “ameaça” para a estabilidade financeira da UE.
“Não quero humilhar a República Italiana com declarações públicas, porque tenho o maior respeito por diversas razões, mas acreditamos que ela está em uma direção errada”, acrescentou.
Em coletiva de imprensa em Roma, o primeiro-ministro da Itália, Giuseppe Conte, disse que tem uma relação “muito cordial” com o presidente da Comissão Europeia. “Ao amigo Juncker, quando ele diz que erramos de caminho, respondo que ele errou sobre a Grécia. Antes de nos criticar, me deixe dialogar e atualizá-lo sobre as contas”, declarou.

O governo italiano alegará em Bruxelas que há sinais de retomada econômica e que o déficit voltará para a meta nos próximos meses, embora as projeções para o país venham piorando constantemente. A expectativa do mercado é que o PIB da Itália fique quase estagnado em 2019, e há temores também quanto à saúde bancária do país e ao crescimento da dívida pública.

Via
Ansa
Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios