Economia

Jair Bolsonaro critica pedido do Podemos contra mudança no cheque especial

Na postagem, o presidente afirma que nova tarifa faz parte de medida que impôs teto para juros desse tipo de crédito

O presidente Jair Bolsonaro criticou na manhã deste sábado, em sua conta no Twitter, a decisão do partido Podemos de entrar com uma Ação Direta de Institucionalidade no Supremo Tribuna Federal (STF) contra a cobrança de tarifa no cheque especial.

Na postagem, o presidente afirma que a tarifa, de 0,25% ao mês sobre o limite disponibilizado ao cliente (mesmo que ele não use de fato o cheque especial), faz parte de uma medida para reduzir os juros desse tipo de crédito, que passa a ficar limitado em 8% ao mês.

“Hoje, grande parte dos 20 milhões de clientes, que tem o limite de até R$ 500, estão endividados. Estamos falando de pessoas que não podem saldar suas dívidas e pagam juros médios de 14% ao mês, e que seriam isentas da tarifa de acordo com a medida que foi tomada pelo BC (Banco Central)”, diz o presidente.

Bolsonaro encerra sua postagem dizendo que “cancelar a medida pela via judicial, seria fazer os juros voltarem a subir para 14%, prejudicando os mais pobres e mais endividados”, e questiona “a quem interessa a ação do PODEMOS? Aos pobres ou aos banqueiros?”.

Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios