DestaqueEsportesGeral

Jéssica honra o mestre e o apelido “Bate-Estaca”, nocauteia Rose e conquista cinturão do UFC

Paranaense é a terceira brasileira a ser campeã do UFC, ajuda o país a se firmar como a maior potência do MMA feminino e presenteia o técnico Gilliard Paraná com o cinturão

A pressão de fazer uma luta válida por cinturão no Brasil já era grande. Fechar o evento em que José Aldo e Anderson Silva foram derrotados no Rio de Janeiro, ainda mais. E ter pela frente a campeã peso-palha do UFC Rose Namajunas só aumentou o peso que a brasileira Jéssica Andrade tinha sobre seus ombros. A expressão amistosa dos meses anteriores deu lugar ao olhar concentrado próprio de grandes campeãs, que sabem que nada as abalará. Fazendo jus ao apelido de “Bate-Estaca”, a brasileira conseguiu erguer e derrubar a americana, aplicando um nocaute brutal aos 2m58s do segundo round, tomando para si o cinturão peso-palha (até 52,2kg) do UFC e lavando a alma dos fãs cariocas na luta principal do UFC Rio 10.

– Estou muito feliz. Mas esse cinturão é desse cara aqui. Sem ele eu não teria chegado aqui hoje. Se ele não tivesse montado a academia dele na sala da casa da mãe dele, eu não estaria aqui hoje. Filho de pedreiro e de faxineira, o cinturão é seu. Eu voltei muito consciente do que eu tinha que fazer no segundo round. Ela voltou mais lenta e eu dei um bate-estaca. Eu nunca dei um bate-estaca na minha vida. Precisou de muita dedicação, mas hoje deu certo – disse a nova campeã após a luta, presenteando seu mestre Gilliard Paraná, líder da PRVT.

Jéssica Bate-Estaca comemora com o mestre Gilliard Paraná ao fundo — Foto: André Durão

Com a conquista do título nesta noite, Bate-Estaca chega a 20 vitórias na carreira, que ainda conta com seis derrotas. A lutadora paranaense emenda ainda o quarto triunfo seguido, após vir de vitórias contra contra Claudia Gadelha, Tecia Torres e Karolina Kowalkiewicz. São ainda oito vitórias nas últimas nove lutas. A única derrota foi na luta pelo título com Joanna Jedrzejczyk.

O cartel de Rose Namajunas ficou agora com oito vitórias e quatro derrotas. Aos 26 anos, a americana vinha de três triunfos seguidos, tendo vencido Michelle Waterson primeiro e depois batido Joanna Jedrzejczyk duas vezes com o cinturão em jogo.

– Vejo todo o esforço que os brasileiros fazem para lutar fora, e foi muito legal lutar aqui. É isso. Muito obrigada – disse a ex-campeã Rose Namajunas, recuperada do duro nocaute que sofreu.

A luta

Jéssica Bate-Estaca nocauteou Namajunas fazendo jus ao apelido — Foto: André Durão

A campeã começou a luta fazendo o que se esperava: movimentando-se constantemente e aplicando golpes em velocidade, entrando e saindo rapidamente do raio de ação da brasileira. Jéssica tentava encurtar a distância, mas recebia socos rápidos em sequência. Na terceira tentativa de se aproximar, Bate-Estaca conseguiu erguer Namajunas por duas vezes, derrubando-a na segunda. A campeã, no entanto, mostrou estar preparada para a estratégia da rival, quase encaixando uma chave de braço assim que caiu. Jéssica teve de desistir da posição para não correr o risco de ser finalizada. A luta voltou a ser disputada em pé, e a americana conseguiu um knockdown a 1m30s do intervalo. Bate-Estaca, que já apresentava um ferimento no supercílio esquerdo, se recuperou, livrando-se ainda de uma tentativa de guilhotina, e partiu para o ataque em pé, acertando chutes na spernas e socos na cabeça da campeã, que absorveu os golpes.

A brasileira voltou para o segundo round disposta a atacar a americana, mas recebeu golpes em velocidade a cada vez que se aproximava. Namajunas mostrava maior precisão nos golpes, enquanto que Bate-Estaca parecia ir sem muita estratégia para o ataque, apostando na força e na contundência. A campeã atacava com mais técnica, mantendo Jéssica sob controle. Entretanto, quando teve uma nova chance de mostrar a sua força, a brasileira não a desperdiçou. Junto à grade, Jéssica ergueu Namajunas e a jogou no chão. A americana caiu com o pescoço no solo e imediatamente perdeu a consciência, ficando estática enquanto o árbitro encerrava a luta.

Jéssica Bate-Estaca comemora vitória com a esposa Fernada — Foto: Buda Mendes/Zuffa LLC/Getty Images

Confira todos os resultados do UFC Rio 10:

CARD PRINCIPAL:
Jéssica Bate-Estaca venceu Rose Namajunas por nocaute aos 2m58 do R2
Jared Cannonier venceu Anderson Silva por nocaute técnico aos 4m47 do R1
Alexander Volkanovski venceu José Aldo por decisão unânime (triplo 30-27)
Laureano Staropoli venceu Thiago Pitbull por decisão unânime (30-27, 30-27 e 29-28)
Irene Aldana venceu Bethe Correia por finalização aos 3m24 do R3
CARD PRELIMINAR:
Ryan Spann venceu Rogério Minotouro por nocaute aos 2m07 do R1
Thiago Moisés venceu Kurt Holobaugh por decisão unânime (30-26, 30-26 e 30-27)
Warlley Alves venceu Sérgio Moraes por nocaute aos 4m13 do R3
Clay Guida venceu BJ Penn por decisão unânime (29-28, 29-28 e 29-27)
Luana Dread venceu Priscila Pedrita por decisão unânime (30-26, 30-26 e 29-27)
Raoni Barcelos venceu Carlos Huachin por nocaute aos 2m49 do R2
Viviane Araújo venceu Talita Bernardo por nocaute aos 48s do R3

Via
G1
Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios