Lava Jato

Justiça determina bloqueio de R$ 17,7 milhões de Vaccarezza

O ex-deputado federal responde a processos no âmbito da Operação Lava Jato

O Tribunal Regional Federal (TRF-4) determinou, nesta quinta-feira, o bloqueio de R$ 17,7 milhões em valores e bens do ex-deputado federal Cândido Vaccarezza (PT).

Veja também: A pedido de Bolsonaro, governo vai dobrar limite para compras em free shops

A decisão, segundo a Justiça, serve como garantia de pagamento de possíveis sanções pecuniárias que o político pode sofrer em uma ação penal que ele responde na Justiça Federal do Paraná (JFPR) no âmbito da Operação Lava-Jato .

 

Segundo a acusação, teriam sido pagas vantagens indevidas no total de US$ 2.107.085,54 em troca da contratação da empresa Sargeant Marine como fornecedora de asfalto à Petrobras, em detrimento da participação da empresa Asphaltos Trade.

Vaccarezza, então deputado federal, teria recebido US$ 518.500,00. Os pagamentos teriam sido feitos em contas no exterior controladas pelo doleiro Paulo Sérgio Vaz de Arruda, que teria disponibilizado as quantias em espécie, no território nacional, ao ex-parlamentar. Ele nega as acusações.

O MPF ofereceu, em agosto de 2018, denúncia contra Vaccarezza decorrente das investigações da Operação Lava-Jato. A denúncia foi recebida pela 13ª Vara Federal de Curitiba, transformando o político em réu no processo penal. A ação ainda está tramitando e deve ter o seu mérito julgado pela Justiça Federal paranaense.

Veja também: Associações de juízes e procuradores vão ao STF contra lei de abuso de autoridade

Via
O GLOBO
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios