Justiça

Justiça exclui Maria do Céu de testamento de João Gilberto

Juíza decidiu que nascimento de filha rompeu testamento

Uma decisão judicial excluiu Maria do Céu, que se considerava companheira de João Gilberto, do testamento do cantor.

O testamento de João Gilberto foi assinado em 2003. Nele, dizia que não possuía companheira. No ano seguinte, sua filha Luisa nasceu.

Agora, a juíza Gracia Cristina Moreira, da 1ª Vara de Órfãos e Sucessões do Rio de Janeiro, considerou que, com o nascimento de mais uma herdeira, o testamento foi rompido. Assim, as heranças ficariam só para os herdeiros necessários — os filhos.

“Não haveria como presumir que o testador disporia da mesma maneira se possuísse três filhos e não dois, como era a situação fática na época da lavratura do testamento”, escreveu a juíza.

Cabe recurso ao Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.

Via
Época
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios