EntretenimentoNotícias

Líder da banda Renato e Seus Blue Caps morre no Rio de Janeiro

Cantor da Jovem Guarda Renato Barros estava internado na UTI após cirurgia cardíaca mas não resistiu; músicos do grupo lamentaram partida dele

 

Renato Barros, integrante e líder da banda Renato e Seus Blue Caps, morreu aos 76 anos nesta terça-feira (28). A informação foi confirmada pelos músicos em nota divulgada no perfil oficial do grupo.
O cantor estava internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) desde o último dia 17, quando foi levado à pressas ao hospital no Rio de Janeiro. Renato passou por uma cirurgia cardíaca de mais de sete horas e, desde então, vinha sendo monitorado, porém, não resistiu.

“Renato Barros agora é uma estrela no céu. Nosso amado e muito querido cantor, compositor e guitarrista não suportou tanto sofrimento e descansou. Foi tocar sua guitarra no plano superior, onde está agora ao lado de seus pais e de sua amada esposa Lúcia Helena. Siga em paz Renato, seu fãs enlutados choram a sua partida!
Nossos sentimentos às filhas Érika, Renata, genro Keller, e netas Juliana e Fernanda.

Valeu Renato”, informou o comunicado postado no perfil oficial da banda.

Renato Cosme Vieira de Barros nasceu no Rio de Janeiro, no dia 27 de setembro de 1943. Ele era cantor, compositor, produtor e guitrarrista. Em 1959, formou a banda Renato e Seus Blue Caps junto com os irmãos César, Paulo e Edinho.

No início de março deste ano, Renato e Seus Blue Caps esteve no Recife para duas apresentações em celebração aos 60 anos da banda. Dos conjuntos da era do iê-iê-iê, o grupo musical foi um dos mais famosos e campeão em venda de discos.

Leia mais:

Renato Barros foi casado com Lúcia Helena Dias Ribeiro, que morreu em 2006. Da união, nasceram as filhas, Renata e Erika. O músico também deixa duas netas, Juliana e Fernanda.

 

Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios