DestaquePolítica

Luciano Huck, o amigo da bandidagem, quer ser presidente para salvar a Rede Globo

O site de CARAS (que deve chamar “Bundas”), com uma maior “CARAS” de pau notada por Luciano Huck pode ser candidato à Presidência em 2022, e que “segundo pesquisas pesquisadas em empate técnico com Bolsonaro”.

Que razões que levam a Globo a tentar derrubar Bolsonaro automaticamente? Sobre um concessão da Globo vencer em 2022 e a possibilidade de não ser renovado?

Pois é … Agora, ela tentará tudo mesmo, até que apareça para um apresentador que acredita ser capaz de conduzir o Brasil na base de “soletrando” e “lata velha”, e cujo próprio programa foi um desastre de audição segundo os dados consolidados,

Algumas perguntas são importantes nessa hora: Que pesquisa foi feita, onde, quando e por quem? Isso “CARAS” não diz. Logo, é uma pesquisa fabricada.

Será que esses jornalistas acham que 55 milhões de brasileiros saíram do Brasil ou entraram em sono depois das eleições?

Será que alguém, em sã consciência, votará em um número sujeito de relações de amizade e voltará a quadrilheiros e corromperá condenados e outros presos na Lava Jato?

Diz o ditado:

“Diga-me com quem você é e eu te direi quem é”.

E quem são os amigos de Luciano Huck?

Lula, Joesley Batista, Alexandre Accioly, Sérgio Cabral, Adriana Ancelmo, Eike Batista, Eduardo Paes, Aécio Neves e Fernando Haddad.

Um círculo de amizades que deve reunir todo o banho de sol no pátio de algum presídio.

Luciano Huck não passa de um fantoche grupo fGlobo, que pode ser lançado para fazer frente a Bolsonaro (em vão), na tentativa de salvar a derrocada de um decadente “vênus platinada”.

E o pior … cogita colocar um plágio de Pinóquio, fazendo com que Carlos Collodi – autor de romance – se revire no túmulo. Tomara que a baleia consiga digerir essa comida estragada.

Veja também: Aluno suspeito de matar coordenador dentro de escola em Águas Lindas de Goiás é preso

Via
Jornaldacidadeonline
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios