BrasilSão Paulo

Menino ferido após deslizamento em Osasco continua internado

Estado de saúde da criança não é informado a pedido da família

O menino ferido após deslizamento de terra no Morro do Socó, na cidade de Osasco (SP), na última segunda-feira (10), continua internado no Hospital Municipal de Barueri. Segundo a prefeitura de Osasco, o estado de saúde da criança não pode ser informado a pedido da família. O pai e a mãe do menino também ficaram feridos no desabamento.

O prefeito de Osasco, Rogério Lins, decretou estado de calamidade na cidade por causa das fortes e constantes chuvas que atingiram o local na madrugada de segunda-feira (10).

As famílias que moravam no Morro do Socó foram abrigadas no CEU das Artes do Bonança, no Centro de Acolhimento do Rochdale e no Abrigo do Jardim das Flores, informou a prefeitura. A prefeitura não sabe informar quantas pessoas viviam no Morro do Socó, mas disse que 81 famílias foram removidas do local após o desmoronamento. A maior parte delas, disse a administração municipal, optou por ficar na casa de parentes, enquanto outras foram para os equipamentos disponibilizados pela prefeitura. Há também aqueles que retornaram para suas casas, mesmo com a interdição do local.

De acordo com a prefeitura, 19 famílias (sendo 35 adultos e 27 crianças) estão abrigadas no CEU das Artes. Há duas famílias e outras duas pessoas no Albergue Rochdale e um adolescente no Abrigo do Jardim das Flores.

A prefeitura informou ainda que o Morro do Socó é uma área de ocupação e que está fazendo o cadastramento das famílias no programa Bolsa Aluguel. “Após dar assistência às famílias, porque essa é a prioridade, o Gabinete de Crise irá discutir obras emergenciais e demais ações”, informou a administração à reportagem da Agência Brasil.

Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios