GeralPolítica

Ministério entrega R$ 9,7 milhões em equipamentos de segurança

Lote faz parte de iniciativa de cooperação entre secretarias estaduais

O Ministério da Justiça e Segurança Pública está entregando às Secretarias de Segurança Pública dos 26 estados e do Distrito Federal um novo lote de equipamentos destinados ao combate ao crime. A iniciativa faz parte de um convênio de cooperação que representantes das 27 unidades da federação assinaram com o ministério.

A entrega simbólica de 1.660 carabinas ocorreu hoje (14), em uma cerimônia na sede do ministério, em Brasília. Presidente do Colégio Nacional de Secretários de Segurança Pública, o responsável pela pasta no estado do Tocantins, Cristiano Sampaio, representou os demais secretários. Segundo o ministério, a Secretaria Nacional de Segurança Pública investiu R$ 9,7 milhões na compra das armas.

“Para estados com menos recursos, estes equipamentos têm uma importância maior e fortalece a segurança pública como um todo”, disse Sampaio ao defender a importância da integração entre os estados e o governo federal, e a necessidade de repactuação da divisão de recursos financeiros para o setor.

“A segurança pública passa pela discussão da partilha dos recursos. Tem um ditado que diz que ‘em casa que falta pão, todo mundo reclama e ninguém tem razão’. Precisamos reconhecer que temos tido um maior aporte de recursos para a área, com o Fundo Nacional de Segurança Pública e emendas parlamentares trazendo um maior volume de recursos do que tínhamos, mas também é preciso reconhecer que isto ainda é muito pouco diante dos custos”, comentou o secretário.

Desde dezembro de 2019, o ministério já entregou às unidades federativas das cinco regiões veículos, capacetes, coletes balísticos e serras sabre (instrumentos usados retirar vítimas presas em ferragens de veículos ou de escombros). Cabe a cada secretaria manifestar interesse por determinado equipamento.

De acordo com o secretário Nacional de Segurança Pública (Senasp), Renato Paim, a cooperação entre governo federal e unidades federativas contribuem para o aprimoramento das medidas de prevenção e enfrentamento ao crime, conforme preconiza o Sistema Único de Segurança Pública (Susp).

“Nosso papel na Senasp é, sobretudo, fomentar a integração entre todos. Mais que isto: servirmos como articuladores para as demandas dos senhores [secretários estaduais]. Não me atrevo a achar que todos os estados e o Distrito Federal estão em nível de igualdade no que tange a problemas. Meu desafio é enxergar unidade por unidade da federação e dar a cada um um tratamento individualizado”, comentou Paim, reconhecendo a importância de mais recursos para a área.

Por: Agência Brasil

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios