JustiçaNotícias

Ministério Público de São Paulo elege seis novos integrantes do Conselho

Veja a lista dos mais votados

Em uma eleição com 94,4% de participação, o Ministério Público de São Paulo definiu, neste sábado, 7, seis novos membros do Conselho Superior. Os procuradores escolhidos para compor o colegiado no biênio 2020/2021 são: José Carlos Cosenzo, Tiago Zarif, Pedro Henrique Demercian, Vidal Serrano, Luiz Antonio Nusdeo e Arual Martins.

Na próxima segunda-feira, 9, o Órgão Especial do Ministério Público se reúne para escolher mais três novos conselheiros somando nove nomes. O Conselho Superior tem onze integrantes, é presidido pelo procurador-geral de Justiça Gianpaolo Smanio e também formado pela corregedora-geral do Ministério Público Estadual, Tereza Exner.

Do grupo eleito neste sábado, três promotores apoiam o atual procurador-geral de Justiça – José Carlos Cosenzo, Tiago Zarif e Luiz Antonio Nusdeo. Já Vidal Serrano, Pedro Henrique Demercian e Arual Martins são da oposição.

A eleição foi classificada como a maior de toda a história para o Conselho Superior. O procurador-geral de Justiça, Gianpaolo Smanio atribui o recorde de participação à adoção do voto a distância. Os promotores de todo o Estado puderam enviar seus votos pelo computador ou pelo celular.

Veja a lista completa de votação:

1) José Carlos Cosenzo – 726 votos

2) Tiago Zarif – 603 votos

3) Pedro Henrique Demercian – 590 votos

4) Vidal Serrano – 587 votos

5) Luiz Antonio Nusdeo – 563 votos

6) Arual Martins – 496 votos

7) Mário Augusto Vicente Malaquias – 407 votos

8) Sebastião Silvio Brito – 384 votos

9) Thales Cezar de Oliveira – 377 votos

10) Cícero José de Morais – 337 votos

11) Beatriz Augusto Pinheiro – 323 votos

12) Ricardo Barbosa Alves – 286 votos

13) Valter Santin – 270 votos

14) Cristina Di Giaimo Caboclo – 247 votos

15) José Eduardo Ismael Lutti – 192 votos

16) Valeria Carvalho Pinto Guedes Piva – 182 votos

17) Lycurgo de Castro Santos – 138 votos

18) Carlos Daniel Vaz de Lima Junior – 108 votos

Via
Por Estadão Conteúdo
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios