Política

Ministro da Infraestrutura prepara a concessão de mais três blocos de aeroportos em outubro de 2020

Tarcísio Freitas participou de cerimônia de assinatura dos contratos de concessão de 12 aeroportos leiloados em março

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, afirmou nesta sexta-feira, 6, que a pasta está se preparando para a concessão de mais três blocos de aeroportos – norte, centro e sul – com leilão a ser realizado em outubro do ano que vem, com 22 aeroportos. Segundo ele, a última rodada está prevista para o final de 2021 e início de 2022 com mais 19 aeroportos.

“Já estamos estudando mais três blocos de concessão, bloco centro, sul e norte, que é para leilão em outubro do ano que vem, com 22 aeroportos, e teremos um terceiro no final de 2021, início de 2022 com mais 19 aeroportos”, disse em cerimônia no Palácio do Planalto para a assinatura de contratos de concessão de 12 aeroportos das regiões Centro-Oeste, Nordeste e Sudeste, resultado do primeiro leilão de concessão do governo de Jair Bolsonaro, em março.

O ministro afirmou que o leilão teve um “resultado extraordinário”, que “mostra a confiança que o investidor tem no Brasil”. “Número mostra confiança na direção liberal que está sendo dada”. O leilão teve forte disputa e terminou com ágio de quase 986% e arrecadação de R$ 2,38 bilhões aos cofres da União.

“Quem vai ganhar com isso (as concessões) é o consumidor, com a melhor prestação de serviços. Vai haver promoção lá fora, busca por novos voos, aumento da competição”, afirmou. O ministro aproveitou o discurso para destacar a importância de o Congresso manter o veto a gratuidade da franquia de bagagens.

Via
Estadão
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios