DestaquePolítica

Ministro Heleno diz que AI-5 é ‘coisa do século passado’ e que ‘ninguém pensa nisso’

O ministro Augusto Heleno, do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) da Presidência da República, rechaçou nesta sexta-feira (1º) qualquer possibilidade de edição de um “novo AI-5”, como defendeu o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) caso a “esquerda radicalize”.

O ministro disse ao blog que “essa conversa nunca passou pela cabeça de ninguém” e que é uma “coisa do século passado”. “Isso não existe, ninguém pensa nisso”, afirmou o ministro.

A possibilidade de um novo AI-5 foi mencionada por Eduardo em entrevista para a jornalista Leda Nagle, divulgada nesta quinta no canal dela no YouTube. A fala do filho do presidente Jair Bolsonaro gerou reações contrárias de entidades da sociedade civil e de políticos.

Heleno afirmou que, se houver uma convulsão social, “algo precisaria ser feito”, mas que jamais foi ou é cogitado a edição de um novo AI- 5, considerado o instrumento mais repressivo do período militar.

O Ato Institucional número 5 (AI-5), editado em 1968, durante a ditadura militar, é considerado a medida mais repressora do período. Resultou na cassação mandatos políticos e suspensão de garantias constitucionais.

Via
G1
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios