Entretenimento

Morre, aos 93 anos, Thereza de Orleans e Bragança, ícone da elegância carioca

Princesa era considerada 'rainha do estilo e do glamour' nos anos dourados do Rio

Abatida desde a morte de seu único filho, Diduzinho de Souza Campos, no ano passado, Thereza de Orleans de Bragança falaceu, aos 93 anos, ontem, no Rio. Como bem definiu a jornalista Anna Ramalho, “morreu princesa aquela que foi a rainha do charme, da elegância, do glamour dos anos dourados” da cidade.

Thereza e o primeiro marido, Carlos Eduardo de Souza Campos, formavam o Casal 20 do Café Society. Ela, então Souza Campos, virou até samba de Miguel Gustavo: “Therezas e Dolores falam bem de mim, já fui até citado na coluna do Ibrahim “, dizia a canção gravada na voz de Jorge Veiga nos anos 50 e regravada por Maria Bethania duas décadas depois.

 

Thereza de Orleans, então Souza Campos, nos anos 1960 Foto: reprodução/ Anna Ramalho
Thereza de Orleans, então Souza Campos, nos anos 1960 Foto: reprodução/ Anna Ramalho

 

O casal 20 se desfez e Thereza se casou, nos anos1980, com o príncipe Dom João de Orleans e Bragança, neto da princesa Isabel, de quem ficou viúva em 2005. Unico descendente da princesa que ainda morava no Brasl, Dom Joao nasceu na França, em 1916, quando a familia real estava no exílio. A anistia ocorreu quando ele tinha seis anos de idade e o príncipe veio morar por aqui aos 19 anos.

Enteado de Thereza, o fotógrafo e empresário Dom Joãozinho, confirmou que a madrasta já estava com a saúde debilitada há um tempo e lamentou sua partida “Além de elegante, era uma pessoa muito afetuosa. Ela e meu pai foram muito felizes juntos”, disse.

Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios