Política

Morre ex-deputado Nelson Meurer, condenado na Lava Jato e internado por Covid-19

Meurer cumpria pena de 13 anos e 9 meses na Penitenciária Estadual de Francisco Beltrão, e estava internado; morte foi confirmada pela penitenciária.

O ex-deputado federal Nelson Meurer, primeiro condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) na Operação Lava Jato, morreu, aos 77 anos, na manhã deste domingo (12).

Ele estava internado após testar positivo para Covid-19.

A morte foi confirmada pelo advogado do ex-deputado e pela direção da Penitenciária Estadual de Francisco Beltrão, no sudoeste do Paraná, onde ele cumpria pena de 13 anos e 9 meses, pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.

A Prefeitura de Francisco Beltrão publicou nota nas redes sociais, lamentando a morte do ex-deputado.

“Além de reconhecer o seu trabalho em prol de Francisco Beltrão, deseja força para a família. O prefeito Cleber Fontana decretou luto oficial no município”, diz a nota.

Meurer estava internado em um hospital particular desde terça-feira (7), com riscos por ser cardiopata, diabético, hipertenso e renal crônico.

A confirmação do diagnóstico de coronavírus foi divulgada pela defesa dele, na quinta-feira (9).

O advogado do político, Michel Saliba, informou que o corpo deve ser cremado.

Prisão domiciliar negada

De acordo com a defesa, diversos pedidos de prisão domiciliar para Meurer foram negados pelo STF, desde novembro de 2019. O ex-deputado foi preso em outubro.

Nesta semana, o advogado entrou com um novo pedido de prisão domiciliar na Suprema Corte, que não recebeu decisão até este domingo.

A defesa havia argumentado no pedido de prisão domiciliar as doenças pré-existentes de Meurer e a confirmação de ter contraído o novo coronavírus.

Leia mais:

Biografia

Nelson Meurer nasceu em 23 de julho de 1942, em Bom Retiro, Santa Catarina. Era agropecuarista e foi prefeito de Francisco Beltrão entre 1989 e 1993.

Atuou como presidente da Cooperativa de Eletrificação Rural e do Sindicato Rural de Francisco Beltrão, de acordo com o Centro de Pesquisa e Documentação da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Segundo informações da Câmara, foi eleito deputado federal em 1994, tomando posse em 1995.

Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios