Notícias

Morre mais um morador de rua em Barueri após ingerir bebida alcoólica supostamente envenenada

Três moradores de rua e mais um homem foram encontrados mortos na manhã de sábado. Outras três pessoas também passaram mal e estão internadas.

A Prefeitura de Barueri, na Grande São Paulo, confirmou na manhã deste domingo (17) a morte de Renilton Ribeiro Freitas, de 43 anos. Ele estava com um grupo de moradores de rua encontrados mortos na manhã de sábado (16) em frente a uma padaria no Centro de Barueri.

Veja também: Marinha disponibiliza navio para reforçar equipes no Delta do Parnaíba

Outras quatro pessoas tinham sido encontradas mortas na Avenida Campos Sales, por volta das 8h30 de sábado. Entre as vítimas, três eram moradores de rua. A suspeita é que eles tenham ingerido uma bebida envenenada.

Em nota, a Prefeitura de Barueri informou que um dos socorridos contou que recebeu uma bebida quando esteve na Cracolândia, região central de São Paulo, e a ofereceu aos demais. A Cracolândia fica a 25 km de onde os moradores começaram a passar mal. A Polícia Civil apreendeu a garrafa e solicitou uma perícia técnica do conteúdo.

Os familiares de Denis da Silva, de 33 anos, disseram que ele não dormia na rua, mas passava o dia todo na Praça da Bandeira e voltava para dormir em casa.

Os três sobreviventes são dois homens com idades de 31 e 38 anos, e uma mulher de 54 anos.

Veja também: PIB do Brasil ultrapassa o do Reino Unido e país se torna 6ª economia do mundo

O caso foi registrado como morte suspeita na Delegacia Central de Barueri, de acordo com a SSP.

Veja quem são os mortos

  • Edson Sampaio da Silva, de 40 anos
  • Luiz Pereira da Silva, de 49 anos
  • Marlon Alves Gonçalves, de 39 anos
  • Denis da Silva, de 33 anos
  • Renilton Ribeiro Freitas, de 43 anos

Enterros

O corpo de Edson Sampaio da Silva será enterrado às 10h30 em Barueri. Os colegas Denis da Silva e Luiz Pereira da Silva serão enterrados às 13h em Barueri e às 17h em Osasco, respectivamente.

Já o corpo de Marlon Alves Gonçalves está no Instituto Médico Legal (IML) aguardando liberação.

Via
G1
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios