CidadesPolícia

Motorista de aplicativo é torturado e obrigado a cavar a própria cova em Angra dos Reis

Homem conseguiu fugir de traficantes e buscar ajuda em hospital

Um motorista de aplicativo foi torturado por traficantes e obrigado a cavar sua própria cova no bairro do Camorim Grande, em Angra dos Reis, na Costa Verde do Rio, na noite desse domingo. O caso foi comunicado à Polícia Militar pelo Hospital Geral da Japuíba, para onde a vítima foi levada, e está sendo sendo registrado na 166ª DP (Angra dos Reis).

Aos policiais militares que estiveram no hospital, a vítima relatou que é motorista de aplicativo e recebeu ontem um chamado para uma corrida no Camorim Grande, mesmo bairro onde reside. Ao chegar no endereço solicitado, foi surprendido por criminosos armados. Os bandidos disseram ao motorista ter conhecimento de que ele havia feito o concurso para a Polícia Militar de São Paulo e que, por isso, foi julgado pelo tribunal do tráfico local e recebeu pena de morte.

A vítima contou que foi levada para a área de mata do bairro, onde foi obrigado a cavar sua cova sob intensa tortura. O motorista relatou que foi baleado no peito e mesmo ferido, conseguiu fugir num momento de distração dos bandidos.

O motorista conseguiu buscar ajuda e foi levado para o Hospital Geral da Japuíba, onde passou por uma cirurgia de emergência. A vítima está sendo ouvida por policiais da delegacia de Angra dos Reis na tarde dessa segunda-feira.

Via
O GLOBO
Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios