Polícia

Mulher é presa no Galeão com carga de MDMA avaliada em mais de 220 mil dólares

Drogas estava escondida em fundos falsos de malas; suspeita e droga foram levadas para a PF

RIO — Uma mulher foi presa, nesta sexta-feira, no Aeroporto Internacional TomJobim/Galeão , na Ilha do Governador, Zona Norte do Rio, com 6,3 quilos de MDMA , avaliados em US$ 220.500 — cerca de R$ 900 mil. A droga estava escondida em fundos falsos de malas que dela, que chegava ao Brasil num voo vindo de Lisboa, em Portugal. A presa e a droga foram levadas para a Polícia Federal (PF).

A fiscalização na alfândega do aerporto foi feita pela Receita Federal. Para a operação, auditores fiscais e analistas tributários contaram com a ação de cães farejadores. MDMA é a sigla da substância metilenodioximetanfetamina, também conhecida como ecstasy.

A ação é resultado de trabalho conjunto do Serviço de Conferência de Bagagem Acompanhada (Sebag), do Serviço de Vigilância Aduaneira (Sevig) e da Divisão de Repressão ao Contrabando e Descaminho (Direp) da Superintendência Regional da Secretaria Especial da Receita Federal na 7ª Região Fiscal.

Via
O GLOBO
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios