DestaqueEntretenimentoGeral

Não há vencedores no BBB19 e a grande perdedora é a Globo

Decadência do reality show reflete as dificuldades da emissora em surpreender o público com entretenimento inovador

Acabou a pior entre todas as edições do Big Brother Brasil. Ruim no entretenimento prometido e não entregue, no índice geral de audiência e na reação da Globo, que foi letárgica diante de uma temporada pífia.

Quem esteve no reality show sai sem ter obtido o sucesso desejado – e alguns participantes ainda enfrentarão questões morais e jurídicas.

inguém virou ídolo, como ocorreu em vários BBBs. Resta o inglório título de subcelebridade e o iminente desaparecimento na mídia em poucos dias.

Mas o maior perdedor foi mesmo a Globo. A emissora parece ter perdido o controle da produção. Apesar de sua estrutura gigantesca (humana, operacional e financeira), o canal se revelou incapaz de salvar o BBB19 da previsibilidade e, muitas vezes, do completo marasmo.

O telespectador acionou o controle remoto para ver outra coisa – e esse desinteresse justificado gerou a mais baixa audiência desde a estreia do formato no Brasil, em 2002.

O fim dessa edição deveria marcar o início de uma autoanálise na emissora mais poderosa da televisão brasileira.

Imprescindível repensar os critérios de seleção dos participantes, criar novas dinâmicas e até rever o grau de interferência do apresentador.

A cúpula artística da empresa quer vida longa ao Big Brother por conta do faturamento milionário. Contudo, sem mudanças efetivas, a atração não vai longe.

Hoje, a decadência do BBB representa o próprio declínio da emissora: a Globo não consegue se reinventar artisticamente e perde público.

Isso não é reality show, e sim uma crise real em uma das mais bem-sucedidas companhias de comunicação do planeta.

Via
Blog Jeff Benício

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios