DestaqueGeralInternacional

‘O Brasil de hoje é amigo dos EUA’, diz Bolsonaro ao receber prêmio em Dallas

Presidente recebeu prêmio de personalidade do ano da Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos. Ele afirmou que governos anteriores tratavam norte-americanos como 'inimigos'.

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira (16), durante cerimônia em Dallas, nos Estados Unidos, que o Brasil “de hoje” é “amigo” do país norte-americano.

A declaração foi dada durante almoço em homenagem ao presidente. Na cerimônia, Bolsonaro recebeu uma homenagem de personalidade do ano da Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos.

“No Brasil, a política até de há pouco, era de antagonismo a países como os EUA. Os senhores eram tratados como se fossem inimigos nossos. […] O Brasil de hoje é amigo dos Estados Unidos. O Brasil de hoje respeita os Estados Unidos e o Brasil de hoje quer o povo americano, os empresários americanos ao nosso lado “, disse Bolsonaro ao discursar aos presentes.

A cerimônia de homenagem a Bolsonaro estava inicialmente prevista para ocorrer em Nova York. A visita, porém, foi cancelada depois de empresas que patrocinariam o evento terem desistido de homenagear Bolsonaro e de críticas do prefeito da cidade, Bill de Blasio, que chegou a pedir a um dos locais escolhidos que não recebesse o presidente por considerá-lo um “ser humano perigoso”.

Nesta quinta, Bolsonaro relembrou o cancelamento da ida a Nova York e disse lamentar o ocorrido. Ele explicou que não poderia ir à “casa” de outra pessoa na qual alguém dessa família “não me queira bem”.

“Mas o meu amor, o meu respeito, a minha consideração por todos os Estados Unidos, inclusive aos nova-iorquinos, continuará da mesma forma como sempre encarei e respeitei a todos vocês”, afirmou o presidente.

Ao final de sua fala, Bolsonaro modificou o jargão que utiliza desde a campanha eleitoral e com o qual costuma encerrar seus discursos e afirmou: “Brasil e Estados Unidos acima de tudo”

.

Educação
Bolsonaro também comentou durante o discurso os protestos realizados no Brasil nesta quarta (15) contra bloqueios de recursos do governo federal na área de educação.

No dia dos protestos, o presidente havia chamado os manifestantes de “idiotas úteis”, “imbecis” e “massa de manobra”. Nesta quinta, Bolsonaro acusou a “esquerda brasileira” de ter se infiltrado nas instituições de ensino o que, segundo ele, afetou a educação no país.

“Sabíamos da dificuldade de mudar o destino do Brasil, como ontem, vimos algumas capitais de estados com marchas pela educação, como se a educação até o final do ano passado fosse uma maravilha no Brasil”, ironizou Bolsonaro.

“Temos um potencial humano fantástico, mas a esquerda brasileira entrou, infiltrou e tomou, não só a imprensa brasileira, mas também em grande parte as universidades e as escolas do ensino médio e fundamental”, concluiu.

Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios