DestaquePolítica

O presidente Jair Bolsonaro usou suas redes sociais para contestar nova pesquisa nacional feita pelo Datafolha

Bolsonaro ironiza Datafolha após pesquisa: “Muito confiável” O presidente Jair Bolsonaro usou suas redes sociais para contestar nova pesquisa nacional feita pelo Datafolha e divulgada nesta segunda-feira, que mostra a queda de sua popularidade em pouco menos de dois meses.

No levantamento, a reprovação do presidente subiu de 33% para 38% em relação ao último levantamento do instituto, feito em julho. A aprovação também caiu, dentro do limite da margem de erro de dois pontos percentuais, de 33% para 29%.

Bolsonaro postou em sua página no Twitter uma imagem retirada do site do PT, de uma pesquisa feita durante as eleições presidenciais, que apontava vitória do candidato Fernando Haddad no segundo turno, em um cenário hipotético entre os dois candidatos. “Muito confiável”, ironizou o presidente.

Bolsonaro também comentou a pesquisa de forma rápida ao deixar o Palácio da Alvorada, novamente ironizando o instituto. “Alguém acredita no Datafolha? Você acredita em Papai Noel? Outra pergunta”, disse.

Via
Equipe Portal
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios