Polícia

Operação da PF destrói 360 mil pés de maconha no Maranhão e Pará

A Operação Facheiro 4 da Polícia Federal (PF), realizada no período de 16 a 31 de outubro, com o objetivo de erradicar plantações de maconha nas regiões do Noroeste do Maranhão e Nordeste do Pará, destruiu 360 mil pés da erva. “Com a ação policial, deixa de entrar no mercado consumidor aproximadamente 120 toneladas de maconha”, informou a PF.

No Maranhão, as ações se concentraram nos limites da Terra Indígena Alto Turiaçu, nos municípios de Nova Olinda do Maranhão, Centro Novo do Maranhão, Centro do Guilherme, Araguanã e Zé Doca. No estado do Pará, os policiais federais agiram em áreas próximas da Terra Indígena Alto Rio Guamá e no Polígono do Capim, regiões que compreendem os municípios de São Domingos do Capim, Concórdia do Pará, Bujarú, Tomé-Açu e Cachoeira do Piriá.

Foram localizadas e inutilizadas 136 plantações, em uma área de cerca de 240 mil metros quadrados, além da apreensão de mais de 1 tonelada da droga pronta para o consumo. Os policiais destruíram também acampamentos e lavraram um auto de prisão em flagrante por porte ilegal de armas de fogo e tráfico de drogas.

A operação contou com a participação da Coordenação de Aviação Operacional da PF, do Centro Tático Aéreo da Polícia Militar do Estado do Maranhão, do Grupo Aéreo de Segurança Pública do Pará e do Corpo de Bombeiros Militar do Pará. Ao todo aproximadamente 100 policiais de diferentes forças de segurança pública participaram das ações.

Via
EBC
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios