Polícia

Operação Pudim desarticula exploração ilegal de madeira em Rondônia

A Polícia Federal (PF) concluiu em Rondônia a Operação Pudim visando desarticular quadrilha que desmatava a floresta e fazia exploração ilegal de madeiras nas cidades de Porto Velho, Candeias do Jamari e Ponta do Abunã (distritos de Extrema, Abunã e Nova Califórnia).
 
De acordo com nota da PF, a quadrilha corrompia servidores públicos federais e estaduais que recebiam propina para acobertar a atividade ilegal.

Segundo apuração anterior dos investigadores, servidores e desmatadores participavam de “grupos de aplicativos de mensagens criados na região para alertar a realização de fiscalização de órgãos ambientais”.

Crimes

Os suspeitos indiciados responderão pelos crimes de associação criminosa, corrupção ativa e passiva e crimes ambientais.  O nome da operação – Pudim – é uma alusão ao termo utilizado em referência ao valor em dinheiro destinado ao pagamento da propina a servidores públicos.

Ontem (25), cerca de 60 policiais federais cumpriram 15 mandados de busca e apreensão expedidos pela 5ª Vara da Justiça Federal de Porto Velho. Uma prisão preventiva já havia sido feita na última quarta-feira (23).

A investigação da quadrilha ocorre há pelo menos três anos, quando a Polícia Federal aprendeu R$ 4 mil escondidos nos pertences de fiscais do Ibama – Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis.

Via
EBC
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios