DestaqueEconomiaPolítica

Para marcar 300 dias de governo, Bolsonaro lança pacote de estímulo ao emprego entre jovens e idosos

Entre as medidas, está a desoneração da folha e a redução da alíquota do FGTS de 8% para 2%, segundo fontes

O governo pretende comemorar os 300 dias de mandato em uma solenidade no Palácio do Planalto na próxima segunda-feira, dia 4 de novembro, com o lançamento de um pacote de medidas para estimular o emprego entre jovens (entre 18 anos e 29 anos) e pessoas acima de 55 anos.

Veja também: STF vai julgar se condenados pelo tribunal do júri podem ser presos

Para isso, a equipe econômica vai desonerar a folha de pagamento, zerando as contribuições para a Previdência Social, o Sistema S e salário-educação dessas faixas etárias. O FGTS deverá cair de 8% para 2%, segundo técnicos a par das discussões. Os benefícios deverão vigorar por dois anos e os empregadores não poderão se aproveitar da nova modalidade de contratação para substituir os funcionários atuais.

Com crédito, voltado para a população de baixa renda e desbancarizada (sem acesso às instituições financeiras). A ideia é copiar o Crediamigo, ofertado pelo banco do Nordeste – que reúne vários empreendedores individuais ou reunidos em grupos solidários que atuam no setor informal e formal. A abertura de conta é gratuita e o risco de calote é dividido entre os tomadores.

Na oportunidade, será lançado uma ação para reabilitar trabalhadores afastados do serviço por motivo de acidente ou doença. Os detalhes do pacote estão sendo finalizados pela equipe econômica. No caso do emprego, a ideia é instituir a nova modalidade de contratação por medida provisória.

Veja também: Nestor Foster teria aceitado a indicação para embaixada em Washington (EUA)

Via
O GLOBO
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios