NotíciasPolíciaSaúde

Pastora é levada à delegacia ao ser flagrada pela Vigilância Sanitária em culto com mais de 100 pessoas

Caso aconteceu em São José do Rio Preto (SP). Prefeitura proibiu eventos com mais de 100 pessoas para tentar conter o coronavírus.

Uma pastora de 44 anos foi levada para o Plantão Policial de São José do Rio Preto (SP) depois de descumprir o decreto da prefeitura que proíbe eventos com mais de 100 pessoas por causa do coronavírus. O caso aconteceu na noite desta sexta-feira (20), em uma igreja no bairro Vila Nossa Senhora Aparecida.

De acordo com o boletim de ocorrência registrado, a polícia foi acionada pela Vigilância Sanitária a comparecer no local.

Segundo a fiscal da Vigilância Sanitária, mais de 100 pessoas estavam no culto, o que passou a ser proibido pela prefeitura de Rio Preto na segunda-feira (16) como forma de conter o avanço do coronavírus.

A pastora e os fiscais foram até o Plantão Policial e o boletim de ocorrência como infração de medida sanitária preventiva foi registrado. Segundo a polícia, a pastora foi liberada e o culto continuou depois que algumas pessoas foram embora para se adequar ao número abaixo de 100.

Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios