Economia

Pela primeira vez em 10 anos, BC venderá dólar à vista no mercado

Em nota, autoridade monetária reafirma política cambial baseada no regime de câmbio flutuante

BRASÍLIA – O Banco Central anunciou nesta quarta-feira uma nova forma de atuação no câmbio e passará a vender dólar das reservas cambiais à vista no mercado pela primeira vez em mais de 10 anos. Entre os dias 21 e 29 de de agosto, a autoridade monetária irá rolar contratos de swap que vencem em 1º de outubro, no total de US$ 3.844 bilhões, com um mecanismo novo.

Mercados : dólar fecha a R$ 4,038 e Bolsa cai 3% com temor sobre desaceleração global

Serão ofertados diariamente até US$ 550 milhões à vista e, simultaneamente, o BC irá comprar o mesmo valor em contratos de swap reverso (que correspondem a compra futura de moeda americana). O novo mecanismo prevê ainda que, se não for vendido o total do dia, o BC irá complementar a operação com swaps tradicionais. Será a primeira vez que o BC venderá dólares a vista desde fevereiro de 2009.

Dólar a R$ 4: Argentina, Itália, Hong Kong: entenda as crises políticas que têm abalado os mercados globais

A medida faz parte da Agenda BC#, que tem entre seus objetivos “aprimorar o uso dos instrumentos disponíveis para a atuação no mercado de câmbio” e não teve como objetivo de conter a volatilidade da moeda americana verificada nesta quarta-feira.

Em nota, a instituição ressaltou que “reafirma sua política cambial, baseada no regime de câmbio flutuante e na atuação com vistas a regular o funcionamento do mercado”. Ao final da rolagem, o BC quer que o total de recursos tenham sido rolados ou trocados por dólares à vista.

Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios