Internacional

Pentágono aprova US$3,6 bi para muro na fronteira dos EUA

Construção de barreira com México é principal promessa de Trump

O Pentágono anunciou na noite desta terça-feira (4) a liberação de US$3,6 bilhões para a construção de um trecho de 280 km do muro na fronteira dos Estados Unidos com o México. Segundo o secretário da Defesa, Mark Esper, a pasta precisou adiar ou suspender 127 projetos de construção e de modernização das estruturas militares no país e no exterior para desbloquear o fundo. A expectativa é de que as obras comecem daqui a cerca de 100 dias em território pertencente ao governo norte-americano.

Atualmente, mais de 4,5 mil militares estão atuando na fronteira do país.

A decisão, no entanto, é alvo de críticas por parte dos líderes democratas dos Estados Unidos. “Roubar dinheiro de construções militares, em casa e no exterior, prejudicará nossa segurança nacional, a qualidade de vida e moral das nossas tropas e, de fato, tornará os Estados Unidos menos seguros”, afirmou a presidente da Câmara dos Representantes dos EUA, a democrata Nancy Pelosi.

A construção do muro na fronteira com o México é uma das principais promessas de campanha do presidente norte-americano, Donald Trump, para impedir o fluxo migratório no território norte-americano. Em fevereiro, o republicano declarou emergência nacional para garantir US$2,5 bilhões dos fundos do Departamento de Defesa e US$3,6 bilhões de seu orçamento para iniciar a construção da barreira contra imigrantes.

No entanto, a Câmara dos Representantes juntou-se a várias organizações para abrir um processo contra a decisão do republicano. Em maio, no entanto, o governo dos EUA destinou US$1,5 bilhão para a obra.

Via
Ansa
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios