DestaqueEconomia

Petrobras assina parceria para projetos de geração de gás natural

A Petrobras informou que assinou hoje (9) com a Equinor ASA – Equinor, empresa sediada em Oslo (Noruega), um memorando de entendimentos focado no desenvolvimento conjunto de negócios voltados para a cadeia de gás natural produzido a partir de projetos em parceria entre as duas empresas.

“Um dos principais objetivos do memorando é a maximização de valor no segmento de downstream [atividades de transporte e distribuição de produtos de petróleo] de ambas as empresas, através de projetos de geração termelétrica a gás natural”, informou a Petrobras em nota.

A parceria envolve estudos de viabilidade sobre ativos de processamento de gás e escoamento de líquidos nas áreas do Terminal de Cabiúnas em Macaé, no norte fluminense, e do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj) em Itaboraí, na região metropolitana do Rio, onde há uma unidade de processamento de gás natural em construção, ambos pertencentes à Petrobras. Segundo a estatal, esses locais têm potencial de se tornarem relevantes polos de gás natural no país nos próximos anos.

O documento foi assinado pelo presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, e pelo CEO da Equinor, Eldar Saetre, com o propósito de confirmar a intenção das partes de combinar esforços em investimentos nos segmentos de gás natural, gás natural liquefeito (GNL) e geração elétrica e, embora tenha natureza não vinculante, indica a intenção das duas companhias em trabalhar em conjunto para desenvolver projetos nesses segmentos.

Atualmente, a Petrobras e a Equinor são parceiras no campo de Roncador e nos blocos exploratórios BM-C-33, Dois Irmãos e C-M-709, na Bacia de Campos. A realização do memorando reforça o relacionamento entre as partes, estando alinhada com o Plano de Negócios da Petrobras.

Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios