Economia

Petrobras deixará de atuar em distribuição e transporte de gás

O Conselho de Administração da Petrobras aprovou a atualização das estratégias para seu novo planto, válido para o período de 2020 a 2024, que está em fase de elaboração e será integrado ao plano estratégico da empresa. O novo plano detalhará o planejamento operacional e financeiro para os próximos cinco anos e será divulgado ao mercado assim que for aprovado pelos órgãos da companhia. A Petrobras deixará de atuar integralmente na distribuição e transporte de gás e sairá também dos negócios de fertilizantes, distribuição de GLP e de biodiesel.

O presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, disse que a companhia se dedicará à exploração e produção de petróleo em águas profundas e será menos endividada. “A nova Petrobras agrega, desde já, a transformação digital como uma poderosa alavanca para a realização de ganhos de produtividade e redução de custos”, afirmou.

O objetivo agora é ser a melhor empresa de energia na geração de valor para o acionista, com foco em óleo e gás e com segurança, respeito às pessoas e ao meio ambiente, diz a Petrobras.

Na reunião de ontem (25), o conselho ajustou a estratégia da empresa, definindo as ações por segmento de negócio, tendo em vista o foco no core business [núcleo do negócio] e a geração de valor para o acionista.

Na área de exploração e produção, o foco é atuar em águas profundas e ultraprofundas na exploração de óleo e gás, buscando eficiência operacional e focando no fator de recuperação e parcerias.

No setor de gás e energia, a estatal vai atuar de forma competitiva na comercialização do gás próprio, além de sair integralmente da distribuição e do transporte de gás, como é feito atualmente.

A Petrobras pretende ainda atuar de forma competitiva nas atividades de refino, logística e comercialização de derivados cm foco nas operações na Região Sudeste.

*Com informações da Petrobras

Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios