JustiçaPolícia

PF apreende no MT 7 toneladas de maconha em carga de milho

Um motorista do caminhão, de 33 anos, foi preso em flagrante por tráfico de drogas

A Polícia Federal (PF) apreendeu nesta quarta-feira, 10, em Dourados, Mato Grosso do Sul, mais de sete toneladas de maconha que estavam escondidas em meio a um carregamento de milho. O motorista do caminhão, de 33 anos, foi preso em flagrante por tráfico de drogas.

De acordo com a PF, os agentes abordaram o veículo, que tinha placas de Sonora (MS) na rodovia entre Indápolis, distrito de Dourados, e Deodápolis, município localizado a cerca de 260 km de Campo Grande, capital sul-mato-grossense.

Os policiais perceberam que, durante a entrevista, o motorista do caminhão “se mostrou nervoso” e então iniciaram a busca no veículo. Em depoimento, o caminhoneiro disse que “recebeu” o veículo em um posto de combustível em Dourados e seguiria para a cidade de Guarujá, no litoral de São Paulo. Ele deixaria o caminhão em um outro posto, local que seria informado a ele quando chegasse à cidade do litoral paulista.

Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios