Esportes

PF prende dono de patrocinadora de Corinthians e Flamengo por esquema de fraudes em curso de medicina.

Patrocinadora de Atlético-MG, Corinthians e Flamengo, a Universidade do Brasil teve o dono preso na manhã desta segunda-feira pela Polícia Federal (PF). O empresário José Fernando Pinto da Costa foi alvo da Operação Vagatomia, que apura a existência de um esquema de irregularidades no curso de medicina oferecido pela instituição na cidade de Fernandópolis, no interior de São Paulo.

As suspeitas recaem principalmente sobre fraudes na concessão de benefícios do Financiamento Estudantil do Governo Federal (FIES) e na venda de vagas e transferências de alunos do exterior para a Universidade do Brasil. Segundo estimativas da Polícia Federal, nos últimos cinco anos, aproximadamente R$ 500 milhões do Fies e do Prouni foram concedidos de forma fraudulenta para a instituição de ensino.

Os alvos das ordens de prisão são o dono da universidade, José Fernando Pinto da Costa, e seu filho, além de diretores e funcionários de outras unidades da instituição. Ao todo 250 policiais cumpriram 77 mandados judiciais expedidos pela Justiça Federal de Jales (SP) em 11 cidades. Foram 11 prisões preventivas, 11 prisões temporárias, 45 ordens de busca e apreensão e dez medidas cautelares.

A Universidade do Brasil estampa a marca nos uniformes de Atlético-MG, Corinthians e Flamengo. O nome da instituição está posicionado na altura do ombro dos jogadores. A marca começou a ser parceria de times de futebol em 2017, ao fechar contrato de patrocínio com Corinthians e Flamengo. O acordo com o Atlético-MG, por sua vez, teve início no começo de 2018.

Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios