Notícias

Polícia Civil apura caso de bebê que acordou em necrotério no PR

Théo, de 49 dias, foi encontrado por agente funerário após passar seis horas no necrotério de hospital em Foz do Iguaçu. Socorrido, o bebê não resistiu

A Polícia Civil do Paraná investiga a morte de Théo Schoenacher Santana, um bebê de 49 dias que morreu após ser encontrado chorando por um agente funerário dentro do necrotério do Hospital Unimed, em Foz do Iguaçu. As informações são da Record TV.

Veja mais: ‘Senhora da morte’ do México morre em confronto com a polícia

A criança havia dado entrada na unidade médica no último sábado (11) com refluxo e dores abdominais depois de ingerir leite em pó, segundo os pais, e dada como morta pelos médicos no dia seguinte.

No entanto, enquanto os familiares preparavam o velório e sepultamento, a bisavó da criança recebeu um telefonema em que diziam que Théo estava vivo. Mais tarde, os pais descobriram que a criança havia passado cerca de seis horas no necrotério e que tinha sido descoberta pelo agente funerário que prepararia o corpo para o velório.

Desesperado, o funcionário gritou por atendimento. Théo foi encaminhado para a UTI do Hospital Costa Cavalcanti, onde deu entrada às 22h48. Theo sofreu várias paradas cardíacas, não resistiu e morreu na segunda-feira (13).

Os pais do bebê registraram um boletim de ocorrência e a Polícia Civil vai investigar o caso. De acordo com o IML, os exames serão encaminados para Curitiba e as causas da morte de Théo só devem ser confirmadas dentro de 30 dias.

em troca de tiros na região da Cracolândia, centro de SP
“Independentemente do fato de ele ter ficado vivo, o fato de ter morrido quando a gente levou o nosso filho para ver uma dor abdominal já é a parte mais horrível. A segunda parte mais horrível é ele ter ficado vivo esse tempo todo sem os médicos terem visto que ele estava vivo. A gente quer descobrir o que aconteceu, para saber se tem algum culpado. E, de preferência, que ninguém mais passe por isso”, disse Gabriela Schoenacher, mãe de Théo.

Veja mais: MPRJ diz que Dodge usou ‘argumentação falaciosa’ e causou ‘prejuízos incomensuráveis’ ao caso Marielle

Explicações

Em nota, o Hospital Costa Cavalcanti informou que o menino chegou em grave quadro clínico e não resistiu. Ainda segundo o texto, a equipe tomou todas as medidas cabíveis para salvar a vida do bebê.

Já o Hospital Unimed afirmou, por meio de nota, que está à disposição da família e que prestará todos os esclarecimentos às autoridades. Reforçou também que espera pela conclusão do inquérito para tomar providências sobre o caso.

Via
R7
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios