Polícia

Polícia Civil prende 24 pessoas em megaoperação contra tráfico no Rio

Agentes cumprem outros 22 mandados de prisão em ação realizada em seis cidades da região dos lagos, metropolitana, serrana e no norte fluminense

A Polícia Civil realiza na manhã desta terça-feira (8) uma operação contra o tráfico de drogas em seis cidades de diferentes regiões do Rio de Janeiro. A ação, comandada pela 44ª DP (Inhaúma), cumpriu 24 dos 46 mandados de prisão expedidos.

Veja também: Ex-superintendente da PF do Rio é nomeado para comandar repressão à lavagem de dinheiro

Segundo as investigações, nove homens são responsáveis por comandar o tráfico de drogas em diversas comunidades do Estado de dentro da prisão. A quadrilha seria responsável também por latrocínios, roubo, roubo de carga e de veículos.

Áudios interceptados pela Polícia Civil mostram investigados negociando roubos de carga e clonagem de carros, assim como presos comemorando a transferência entre presídios.

Veja também: Fabíola Reipert continua batendo e preocupando a Globo

Homens da Core (Coordenadoria de Recursos Especiais) e suspeitos do Jardim Catarina, em São Gonçalo, na região metropolitana, trocaram tiros durante as ações na comunidade. De acordo com informações da Record TV Rio, os policiais entraram na área de mata da favela para procurar os atiradores.

MP-RJ investiga 129 denúncias na eleição para conselho tutelar

Além de São Gonçalo, a operação batizada de Cadeia S/A tenta cumprir mandados nos municípios de Campos dos Goytacazes, no norte fluminense, Macaé, na região dos lagos, Maricá e Rio Bonito, também na região metropolitana, e em Nova Friburgo, na região serrana.

Veja também: Ex-superintendente da PF do Rio é nomeado para comandar repressão à lavagem de dinheiro

*Estagiário do R7, sob supervisão de PH Rosa

Via
R7
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios