DestaquePolícia

Polícia questiona ex-marido de Najila sobre relacionamento e tablet desaparecido

Casados por sete anos, Estivens Alves e modelo tiveram uma relação conflituosa

depoimento do consultor Estivens Alves, ex-marido de Najila Trindade, modelo que acusa Neymar de estupro, foi dividido em duas partes: o relacionamento entre eles e o suposto furto do tablet da modelo.

A primeira parte foi centrada no relacionamento de sete anos entre os dois. Os investigadores da 6ª Delegacia de Defesa da Mulher fizeram questionamentos na tarde desta quarta-feira sobre o relacionamento entre os dois durante e após o casamento. Os dois foram casados por sete anos, mas estão separados há quase dois. Estivens e Najila têm um filho de nove anos. O consultor falou por cerca de 2h30.

A relação entre Estivens e Najila foi conflituosa, inclusive com episódios de agressão em 2014. No mais grave, o marido chegou a ser atendido no Hospital do Campo Limpo, onde permaneceu em observação por causa de ferimentos superficiais causados por uma faca. Na versão de Najila à polícia, ela estava comendo uma maçã com uma faca nas mãos quando foi puxada pelo braço, o que teria causado o ferimento no ex-marido.

A segunda parte do depoimento, que está sendo concedida na 11ª Delegacia de Polícia, ao lado da Delegacia da Mulher, no começo da noite desta quarta-feira, tem foco no desaparecimento de um tablet. O aparelho teria sido furtado do apartamento de Najila. De acordo com a modelo, o tablet contém imagens sobre o segundo encontro entre ela e Neymar em Paris, um dia após o suposto estupro. Estivens visitou o apartamento para buscar pertences de se filho, em seu relato, após o suposto arrombamento. Ele registrou em vídeo sua visita.

Via
Folhapress
Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios