DestaquePolícia

Polícia vai à casa e igreja de Flordelis e intima filhos de deputada para reconstituição da morte de pastor

Parlamentar está em Brasília e não foi comunicada

Policiais da Delegacia de Homicídios de Niterói estiveram na casa da deputada federal Flordelis dos Santos, em Pendotiba, Niterói, e na sede da igreja fundada pela parlamentar, no Mutondo, em São Gonçalo, na manhã desta terça-feira. Os agentes intimaram filhos e um neto de Flordelis para a reconstituição da morte do pastor Anderson do Carmo, que será realizada no dia 21 de setembro, na própria residência da família, onde ocorreu o crime. Flordelis, no entanto, está em Brasília e não foi comunicada sobre a reprodução do crime.

Serão intimados para a reconstituição os filhos e netos da deputada que estavam na casa da família no momento do assassinato. Também participarão da reprodução simulada os dois filhos de Flordelis – Flávio dos Santos Rodrigues e Lucas Cézar dos Santos – que são acusados do crime. Flávio foi denunciado pelo Ministério Público estadual por ter atirado em Anderson e Lucas, por ter ajudado a comprar a arma do crime.

A Polícia Civil acredita que outra pessoa, além de Flávio, tenha atirado na vítima. O filho da parlamentar confessou, em depoimento, que deu seis disparos contra o padrasto. Exame do Instituto Médico Legal, no entanto, revelou que o corpo tinha 30 perfurações pelo corpo.

Estavam na casa, no momento do crime, além de Anderson, Flordelis e Flávio, oito filhos da parlamentar (Carlos, Anabel, Gabriela, André, Daniel Isabel, Adriano e Cristiana), um neto (Ramon) e uma nora (Marcele). Lucas não estava na casa.

Flávio e Lucas foram indiciados pela DH no fim da primeira fase das investigações do caso. A polícia abiu novo inquérito para apurar se outras pessoas da casa têm participação no crime, incluindo Flordelis.

Via
O GLOBO
Etiquetas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios