DestaqueGeralLava Jato

Prefeito de Ilhabela é afastado em operação da PF contra fraude e corrupção

O prefeito de Ilhabela, Márcio Tenório (MDB), foi afastado da função pública no âmbito da Operação Prelúdio II, deflagrada pela Polícia Federal na manhã desta terça, 14.

A investigação apura crimes de fraude à licitação, superfaturamento de preços, corrupção ativa e passiva, lavagem de capitais e associação criminosa. Outros cinco investigados, sem foro privilegiado, também foram afastados.

A Polícia Federal realiza buscas em 21 endereços, entre eles a residência e o gabinete do atual prefeito. Os agentes cumprem ainda três mandados de prisão preventiva e uma medida cautelar.


No caso de Tenório, o afastamento e os mandados de busca foram determinados pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, com base na representação da Polícia Federal e no parecer favorável do Ministério Público Estadual.

Já o Juízo Criminal de Ilhabela acatou parcialmente o pedido de prisão, busca e apreensão e afastamento de função dos outros envolvidos.

O novo inquérito tem como base os materiais apreendidos na Operação Prelúdio I, iniciada em outubro de 2017.

A investigação constatou que, no início da atual administração municipal, em 2017, houve a ‘rescisão amigável’ de um contrato entre a prefeitura e uma empresa que deixou de processar resíduos de podas e folhas e da construção civil resíduos por quatro meses.

A Polícia avaliou que a rescisão seria uma ‘possível ação combinada para justificar a contratação emergencial de uma nova empresa’, com ‘a montagem de um processo administrativo para dar aparência de legalidade à operação’.

A nova empresa não possuía equipamentos, funcionários, veículos ou qualquer experiência nos serviços contratados, aponta a investigação. O edital exigia uma companhia especializada.

Um empresário já investigado na Operação Torniquete por irregularidades em diversos contratos de obras públicas em São Sebastião fazia parte da empresa segundo a PF, mas o seu nome foi omitido no contrato social.

A investigação identificou que parcelas dos pagamentos recebidos pela empresa eram transferidos para a conta de um laranja deste empresário. Este terceiro enviava ainda valores ao agente público responsável pela fiscalização do contrato.

COM A PALAVRA, MÁRCIO TENÓRIO E A PREFEITURA DE ILHABELA

A reportagem busca contato com Márcio Tenório e a Prefeitura de Ilhabela. O espaço está aberto para manifestação.

Via
FOLHAPRESS
Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios